Coluna ADI 05/10/2021

O Paraná é líder nacional em sustentabilidade ambiental no Ranking de Competitividade dos Estados. (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Líder sustentável
O Paraná é líder nacional em sustentabilidade ambiental no Ranking de Competitividade dos Estados, publicado pelo Centro de Liderança Pública. O Estado aparece como 1º lugar nesse quesito e 4º colocado na classificação geral. “Isso mostra que estamos no caminho certo, promovendo o desenvolvimento do Estado, mas também pensando na preservação e recuperação do meio ambiente. Se o Paraná é o Estado que mais produz por metro quadrado no País, precisa ser também o que mais preserva, recupera e fiscaliza. É o tripé da sustentabilidade para garantir o futuro”, destacou o secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.

Empreender
A indústria paranaense de portas, Pormade, está investindo R$ 10 milhões em um novo formato de negócio: lojas autônomas. A Pormade foi fundada em 1939 e tem sede em União da Vitória (PR). Hoje, é comandada pelo empreendedor Zini, tem cerca de 900 colaboradores e já figurou diversas vezes na lista de melhores empresas para se trabalhar do Great Place to Work. A indústria conta com oito pontos já instalados no Paraná, em Santa Catarina e em São Paulo, e a ideia é ter 40 até o final do ano. O negócio funciona no modelo store in store, sem vendedores. Zini afirma que o objetivo é lançar 200 lojas autônomas no Brasil em 2022.

3D
O Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop) realizou, pela primeira vez, uma cirurgia de reconstrução de crânio com um molde 3D. O procedimento foi possível graças a uma parceria da instituição com a startup Segmenta Biomodelos, de Toledo. A tecnologia visa atender as demandas do Sistema Público de Saúde (SUS). Não existe na região banco de ossos que possam auxiliar nesse tipo de cirurgia.”A expectativa é que possamos ajudar cada vez mais pessoas que sobrevivem a traumas ou tumores”, afirma o engenheiro biomédico e responsável pela startup, Eduardo Garcia.

Emendas
O deputado federal Aliel Machado (PSB) destinou mais de R$ 3,8 milhões em recursos para o município de Ponta Grossa. As emendas parlamentares irão atender áreas da educação infantil, esporte, pavimentação, o grupamento do Corpo de Bombeiros e a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). “Todos os recursos fazem parte da indicação de emendas apenas deste ano. No total foram R$ 5 milhões indicados através do nosso mandato para a cidade em 2021”, destaca Aliel.

Novos cursos
O Instituto Federal do Paraná (IFPR) de Ponta Grossa está projetando a abertura de novos cursos – todos integrados ao ensino médio. “O IFPR oferta todos os níveis de ensino, desde educação básica até mestrado, por exemplo. Desde que o CEFET virou UTFPR em Ponta Grossa não houve mais a oferta de ensino médio técnico, e estamos suprindo essa lacuna. Iniciamos o curso de técnico em informática em agosto e no próximo ano vamos abrir turma de técnico em mecânica”, explica o professor Adriano Stadler.

Grupos de risco
Estudo realizado pelas universidades estaduais do Paraná busca compreender como os sistemas naturais de defesa do organismo humano reagem à Covid-19.Trata-se de uma revisão de 90 trabalhos científicos de variantes do novo coronavírus (Sars-CoV-2) em países como Estados Unidos, Inglaterra, Irã, Itália e Suíça, entre outros. Entre os resultados, foi possível classificar os grupos de risco de pessoas infectadas para além da idade e das comorbidades associadas a outras doenças.

Grupos de risco II
Além da faixa etária e comorbidades, o estudo sugere a avaliação de hábitos como o tabagismo e o consumo de álcool. Os resultados demonstram, ainda, que o tipo sanguíneo influencia nas reações fisiológicas das pessoas: o tipo “A”, por exemplo, apresenta mais risco de infecção, enquanto o tipo “O” apresenta menos risco.

Passaporte da vacina
Em Maringá, para a inauguração das obras de ampliação do Aeroporto Regional, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que o Brasil não terá passaporte da covid. “Vivemos um outro momento agora, quero dizer que no que depender do Governo Federal, não teremos passaporte da covid. Nós temos todos os meios para combater a pandemia. Não podemos admitir que alguns, em nome da saúde, queiram tirar nossa liberdade. Quem abre mão de parte da sua liberdade por segurança acaba ficando sem segurança e sem liberdade”, disse.

Auxílio
A deputada federal Leandre (PV) participou da reunião da Frente Parlamentar de apoio às Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas para debater um auxílio financeiro para as entidades. Durante a reunião, Leandre cobrou do Ministério da Saúde o recurso prometido ainda no mês de agosto. “Nós temos acompanhado aqui no Paraná o sofrimento das santas casas. E tenho certeza que não é diferente em outros Estados Brasileiros, E estamos aqui para, juntos, lutarmos em defesa de recursos extraordinários”, disse Leandre.

Uso de máscara
Pesquisa da Confederação Nacional de Municípios (CNM) sobre a Covid-19, promovida entre os dias 27 e 30 de setembro com 2.165 prefeituras, aponta que mesmo com a população vacinada, 1.348 (62,3%) dos gestores municipais pretendem manter o uso obrigatório de máscaras e apenas 69 (3,2%) Municípios devem flexibilizar o equipamento de proteção individual. Outros 708 (32,7%) ainda decidiram.

Showmícios
O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nos próximos dias uma ação do PSB, Psol e PT para a liberação da realização de showmícios nas eleições de 2022. Uma lei de 2006 proibiu esse tipo de evento eleitoral e vetou “a realização de showmício” e a apresentação, “remunerada ou não”, de artistas para animar comícios e reuniões eleitorais. As siglas pedem que o Supremo vete parcialmente a norma para que sejam liberadas apresentações gratuitas, sem pagamento de cachê ao artista. Nos bastidores, ainda não há consenso entre os membros da Corte.

Eleições 2022
O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou que o Brasil terá eleições livres em 2022 e com as instituições funcionando. “Estou seguro de que nós chegaremos às eleições de 2 de outubro de 2022, daqui a um ano, com eleições livres e uma campanha aberta, robusta, mas digna”, acrescentou. Barroso deu as declarações ao discursar na abertura do “Seminário Internacional: Integridade Eleitoral na América Latina – Experiências Recentes e Perspectivas”, organizado em parceria pelo TSE e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Sobras eleitorais
Projeto de lei que redefiniu os critérios para distribuição das sobras eleitorais foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro. são chamadas as vagas não preenchidas nas eleições proporcionais depois da divisão dos votos pelo número de cadeiras. As eleições proporcionais são aquelas que definem vereadores, deputados estaduais ou distritais e deputados federais. Poderão concorrer à distribuição das sobras de vagas apenas os candidatos que tiverem obtido votos mínimos equivalentes a 20% do quociente eleitoral e os partidos que obtiverem um mínimo de 80% desse quociente.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.