Coluna ADI 08/01/2021

Guto Silva faz uma análise das ações realizadas em 2020 e afirma estar confiante que 2021 será um ano de recuperação da economia. (Foto: Crédito Alep)

Prioridades
O chefe da Casa Civil, Guto Silva, faz uma análise das ações realizadas em 2020 e afirma estar confiante que 2021 será um ano de recuperação da economia. “Passamos por um ano de grandes desafios. O Governo do Paraná focou na preservação da vida, prevenir e tratar as pessoas contra o coronavírus. A atenção estava voltada para a saúde, a área social e também o setor econômico. Buscamos balizar essas três grandes áreas, esse período nos ensinou muito. Estamos confiantes, acreditando que 2021 será um ano de retomada para todos os setores da sociedade”, disse Guto. 

Na expectativa
O governador Ratinho Junior (PSD) se reunião com representantes da Fundação Oswaldo Cruz para tratar sobre a vacina contra a Covid-19. A Fiocruz mantém parceria com a Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca para produzir o imunizante no Brasil.  A expectativa é de que a vacina britânica seja uma das primeiras que serão liberadas para uso.  “O interesse do Paraná é conhecer o processo industrial, a logística de distribuição e o provável cronograma que será cumprido para que as primeiras doses cheguem ao Estado”, disse

Decreto
O Governo do Paraná prorrogou as medidas de restrição de mobilidade, que passam a valer até o dia 31 de janeiro. O decreto mantém as restrições de circulação e distanciamento social determinadas no início de dezembro para evitar a propagação do novo coronavírus. O novo texto amplia de 10 para 25 o número de pessoas que podem participar de confraternizações e eventos presenciais.

Destino turístico
Sondagem realizada pelas agências e organizações de viagens, com base em clientes que procuraram por pacotes de viagem, mostra que na temporada de verão 2020-2021 o segundo destino mais procurado pelos turistas é a cidade paranaense Foz do Iguaçu. A capital do Rio Grande do Norte, Natal, desponta como o destino mais procurado.

Ranking de testes
O Paraná se destaca entre os estados que mais realizaram testes RT-PCR, considerados padrão ouro, ocupando as primeiras posições no ranking das unidades federativas com maior resultado de testagem da população. Em novembro de 2020 o Estado ultrapassou a marca de 1 milhão de testes para detectar o novo coronavírus e fechou o ano com 1,4 milhão de testes realizados, até esta terça-feira (05) foram 1.439.204.

Ranking de testes II
Além da testagem, o Paraná adotou outras estratégias de controle, como o rastreamento de contatos e detecção de locais com surtos ativos. A maior incidência de casos de covid-19 foi registrado na macrorregião Oeste, que concentrava 40,08% do total, seguida da região Leste, com 24,05%; da Norte com 21,84%, e da Noroeste, com 14,03%.

Vítima da covid
O prefeito de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, Marcelo Puppi (DEM), morreu, na madrugada desta quinta-feira (7), por complicações do novo coronavírus. Ele tinha 61 anos e deixou esposa e filhos. Puppi testou positivo para a Covid-19 em 24 de novembro, foi internado no hospital no dia 25 e no dia 28 foi transferido para a UTI. Puppi havia apresentado melhora, mas precisou ser entubado novamente no dia 5 de janeiro deste ano.

Fundo de investimento
A Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei que cria o Fundo de Investimento do Setor Agropecuário, o Fiagro. O deputado federal Sérgio Souza (MDB) destacou que essa é uma pauta de extrema importância para o Agronegócio no país. “O principal objetivo é estimular o acesso de produtores ao mercado de capitais, diminuir a burocracia para captação de crédito, e além de atrair o interesse de mais investidores”. O PL segue para o Senado.

CCJ da Alep
Mesmo com as restrições impostas pela grave crise do coronavírus, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa do Paraná, assegurou a apreciação de 531 projetos de lei em 2020. “Conseguimos superar as limitações deste momento complicado. Os paranaenses precisavam de respostas ágeis até para o enfrentamento da pandemia. E assim como toda a sociedade precisou se reinventar, o parlamento e também a CCJ tiveram de se adaptar”, afirmou o presidente da CCJ, Delegado Francischini (PSL).

Sem poluentes
O prefeito Leonaldo Paranhos (PSC) apresentou ao governador Ratinho Junior (PSD), um modelo para modernização do transporte público de Cascavel que tem a expertise da empresa chinesa BYD (Build Your Dreams), fabricante de veículos elétricos sem poluentes. Cascavel busca modernizar e dar mais eficiência ao transporte de passageiros. “Temos condições de modernizar, pelo formato da cidade, pela quantidade de usuários do sistema, que dá em torno de 20 milhões de embarques por ano, é um número expressivo. Então, a partir desse momento desencadeamos um processo de estudos”, destaca.

Vamos superar!
O deputado federal e líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP), afirmou que assim que iniciar a vacinação contra a covid-19 o Brasil estará em poucos dias na frente dos países que já começaram a imunização. “Somos um dos maiores produtores de vacinas do mundo, temos expertise no assunto e vamos resolver o problema com a tecnologia que existe”, disse.

Uso emergencial
A Fiocruz deve pedir o uso emergencial da vacina contra a Covid-19 produzida em conjunto com a AstraZeneca e a Universidade de Oxford até esta sexta-feira, 8 . A liberação do fármaco para aplicação ficará a cargo da Anvisa, que deverá levar até 10 dias para dar seu parecer. A fundação deve pedir também, no próximo dia 15, o pedido de registro do medicamento, o que permite a imunização em massa.

Na América
Alguns dos países da América do Sul já iniciaram a aplicação da vacina contra o coronavírus ou têm aprovações finalizadas. O primeiro país a começar a vacinar foi o Chile, com o imunizante da Pfizer. No mesmo dia, o Equador concedeu liberação para usar o produto. A Argentina iniciou a vacinação, no dia 29 de dezembro, as primeiras doses da russa Sputnik V foram aplicadas no país. O mesmo fármaco foi aprovado pela Bolívia, que também deu aval à CoronaVac. A Guiana Francesa e a Colômbia aprovaram o uso da vacina da Pfizer e devem começar a aplicá-la em breve.

Pesquisas eleitorais
O Projeto de Lei que proíbe a divulgação de pesquisas eleitorais nos 15 dias que antecedem o pleito, será analisada pela CCJ da Câmara de Deputados. A previsão de pena para o infrator é reclusão de dois a cinco anos e multa no valor de R$ 53 mil a R$ 100 mil. Essa punição também poderá ser aplicada aos institutos de pesquisa nos casos de divulgação e realização de pesquisas fraudulentas. Atualmente, a divulgação de pesquisa fraudulenta já é punível com detenção de seis meses a um ano e multa.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *