Coluna ADI 14/01/2022

Ao reassumir o mandato como deputado estadual, Guto Silva (PSD) confirmou sua pré-candidatura ao Senado Federal. (Foto: crédito/Guilherme Flores)

Pré-candidato
Depois de três anos na função de secretário-chefe da Casa Civil, o deputado Guto Silva (PSD) reassumiu nesta quinta-feira (13) as funções legislativas. Com o retorno de Guto Silva ao Legislativo, o deputado Ademir Bier (PSD) deixa o cargo que ocupava desde abril de 2021. Ao reassumir o mandato, Guto confirmou sua pré-candidatura ao Senado Federal na eleição de 2 de outubro.

Interlocutor do executivo
“O Guto Silva foi um grande interlocutor do Governo do Estado junto à Assembleia. Coordenou muito bem as ações do Governo em diversas áreas, dinamizou a gestão da pasta e acelerou processos que resultaram em obras e investimentos por todo o Paraná. Desejo ao Guto Silva um bom retorno e que tenhamos um 2022 muito produtivo”, disse o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), ao receber o ex-secretário chefe da Casa Civil.

Casa Civil
O secretário João Carlos Ortega vai assumir o lugar de Guto Silva, como secretário-chefe da Casa Civil. Ortega trabalha há muitos anos com Ratinho Junior e esteve à frente, desde o início da gestão, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, posto que ocupou em outras duas ocasiões em mandatos anteriores. A pasta será liderada agora pelo ex-deputado estadual e ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi.

Mínimo regional
O Paraná continuará com o maior salário mínimo regional do País em 2022. Os valores foram definidos pelo Conselho Estadual de Trabalho, Emprego e Renda (Ceter). Com reajuste de 10,06% (o que equivale a 100% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC), o piso vai variar entre R$ 1.617,00 e R$ 1.870,00, conforme a categoria profissional.

Protocolo de segurança
Diante do aumento do número de casos de Covid-19 e também da epidemia de H3N2, a Assembleia Legislativa adotou um protocolo de retorno das atividades presenciais a partir de 19 de janeiro. A Comissão Executiva está estudando a renovação de uma série de atos restritivos ao acesso por conta do agravamento da pandemia em função da explosão do número de casos. Estava previsto que a Assembleia voltaria às atividades 100% presencial diante do atual cenário a previsão está sendo revista.

Medidas restritivas
Além das restrições de acesso ao prédio e a manutenção do Sistema Deliberação Misto, a recomendação da vacinação deve ser uma novidade. Desde o início da pandemia, em março de 2020, a Assembleia Legislativa funciona com restrições, como controle de acesso de servidores e visitantes, realização de sessões plenárias e reuniões de Comissões de forma remota, adoção de teletrabalho quando necessário e monitoramento de casos suspeitos e confirmados entre deputados e servidores.

Passaporte vacinal
O Conselho Universitário (Coun) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) aprovou em reunião, ontem, a exigência do comprovante de vacinação contra Covid-19 para o início das atividades presenciais a partir de 31 de janeiro. O passaporte vacinal será solicitado a professores, alunos, técnicos, terceirizados e comunidade externa.

Passaporte vacinal II
Outras seis universidades públicas do Paraná já anunciaram que vão pedir o passaporte vacinal para os estudantes nas aulas presenciais. São elas: Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) e Universidade Estadual do Paraná (Unespar).

Bilhete em dobro
A partir deste mês quem pedir CPF na nota durante a compra do gás de cozinha também receberá bilhetes em dobro para concorrer aos sorteios mensais do Nota Paraná. A cada R$ 100 em notas fiscais geradas nas compras de gás de cozinha o contribuinte terá a direito a dois bilhetes eletrônicos que são gerados para os sorteios pelo portal e app do programa.

Doses infantis
O Brasil recebeu o primeiro lote com 1,2 milhão de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos. As unidades começaram a distribuição aos estados já nesta quinta-feira. Em janeiro, a farmacêutica deve enviar ao país um total de 4,3 milhões de doses. Isso ocorrerá graças à antecipação da entrega de 600 mil unidades. O fármaco foi aprovado para uso infantil no dia 16 de dezembro pela Anvisa. Países da Europa e os EUA já vacinam a população pediátrica com o mesmo imunizante.

Bem difícil
Diante das especulações no cenário político, há o temor de que a possível aliança com a União Brasil possa “sufocar” o projeto Moro e “engolir” o Podemos, causando a debandada, inclusive do ex-ministro. O senador Oriovisto Guimarães (PR), também do Podemos e entusiasta da candidatura de Moro, disse desconhecer a possibilidade de o ex-juiz sair do partido. “Acho muito difícil que tal coisa possa acontecer”, emendou.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.