Coluna ADI 16/06/2022

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE revelou que o Paraná teve um dos melhores rendimentos médios mensais do País em 2021. (Foto: divulgação)

Melhor rendimento
A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE revelou que o Paraná teve um dos melhores rendimentos médios mensais do País em 2021: R$ 2.474. O valor leva em consideração todas as fontes de renda (trabalho, aposentadoria, pensão, aluguel e etc.) e é 9,2% maior do que a média nacional, que ficou em R$ 2.265 no mesmo período. Entre os 27 estados, apenas Distrito Federal (R$ 4.167), São Paulo (R$ 2.904), Rio de Janeiro (R$ 2.884), Rio Grande do Sul (R$ 2.641) e Santa Catarina (R$ 2.542) tiveram indicadores melhores no período.

Média mensal
O rendimento médio do paranaense passa para R$ 2.639 quando considerada a média mensal real apenas das pessoas de 14 anos ou mais de idade, novamente agrupando todas as fontes de renda. Neste recorte o montante nacional ficou em R$ 2.476. Ainda de acordo com o levantamento, a renda média mensal domiciliar por pessoa atingiu R$ 1.529 em 2021.

Mínimo regional
Ganhos que podem ser creditados à política da valorização do salário mínimo regional implementado pelo Governo do Estado. O Paraná tem o maior piso regional do País, com os salários variando entre R$ 1.617 a R$ 1.870, dependendo da categoria profissional. O último reajuste, implementado em janeiro, foi de 10,16%, o equivalente a 100% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Compromisso
“O Paraná mantém o compromisso com os trabalhadores e garante, após intenso diálogo com representantes de centrais sindicais e das entidades patronais, o maior piso salarial do País. Em um momento em que a economia sofreu abalos em razão da pandemia da Covid-19 e de uma inflação mundial, manter o poder de compra para o trabalhador é bom para todo mundo e ajuda a movimentar todos os setores do Estado”, disse o governador Ratinho Junior (PSD).

Alerta
O boletim semanal da dengue publicado pela Secretaria Estadual de Saúde confirma a morte de mais dez pessoas no Paraná pela doença e eleva para quase 97 mil o número de casos confirmados. Os dez novos óbitos somam-se aos 41 anteriores desse período, totalizando 51 mortes entre 2021 e 2022. As mortes ocorreram entre os dias 7 de março e 11 de maio em Pato Branco (2), Verê (2), Medianeira (1), Umuarama (2), Arapongas (1), Cambé (1) e Ribeirão do Pinhal (1). São três mulheres e sete homens, com idades entre 28 e 93 anos, sendo que cinco deles tinham comorbidades.

Direitos
Entre os 13 projetos analisados pela Comissão de Direitos Humanos do Senado se destacou o que regula a gratuidade aos idosos nos transportes públicos rodoviários. O projeto, aprovado pela Comissão de Serviços de Infraestrutura, teve relatório favorável da senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) a proposta do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) que preenche uma lacuna no Estatuto do Idoso.

Cidadão Benemérito
O ex-prefeito de Ponta Grossa, Otto Santos da Cunha, é o mais novo Cidadão Benemérito do Paraná. A honraria foi entregue em uma sessão solene realizada de forma conjunta entre a Assembleia Legislativa e a Câmara Municipal da cidade, por solicitação do deputado Plauto Miró Guimarães (União Brasil). A solenidade foi presidida pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) que destacou as ações realizadas por Otto Cunha à frente da prefeitura de Ponta Grossa, nos anos de 1983 e 1989 enfrentando as adversidades da economia.

Privatização
O presidente Jair Bolsonaro (PL) e os ministros Paulo Guedes (Economia) e Adolfo Sachsida (Minas e Energia) participaram da cerimônia de toque de campainha da privatização da Eletrobras na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo. Também estiveram presentes o presidente do BNDES, Gustavo Montezano e ex-ministros. “Agora a Eletrobras começa uma nova fase, com novo modelo de governança e não tenho dúvidas que a Eletrobras está preparada para seguir seu papel de protagonista no setor elétrico”, disse o presidente da Eletrobras Rodrigo Limp Nascimento.

Cidade Tecnológica
A Fazenda Refúgio, área adquirida em 1991 pela prefeitura considera imprópria para a construção de moradias, virou depósito de galhos, pista de motocross, e várias outras finalidades, mesmo a do objetivo principal. Agora, uma boa ideia pode vingar. Para complementar o ecossistema de inovação de Londrina, o prefeito Marcelo Belinati (PP) anunciou o projeto ‘Cidade Tecnológica de Londrina. Ela vem se somar ao Tecnocentro e ao Parque Tecnológico Francisco Sciarra.

Norte Pioneiro
O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) destacou o investimento do Governo do Paraná na entrega de equipamentos de robótica para todas as escolas que integram no NRE de Jacarezinho. Romanelli antecipou que 17 colégios de nove cidades da região recebem novos kits Educatron. “São mais de R$ 3 milhões em investimentos para equipar as escolas públicas do Norte Pioneiro com ferramentas de ensino sobre robótica. Todas as 621 salas de aulas da região estão recebendo os kits Educatron, que garante igualdade de condições para os alunos da rede pública, de ingressar no ensino tecnológico”, disse Romanelli.

Veto
O presidente Jair Bolsonaro (PL) vetou a regra que permite a volta do despacho gratuito de bagagem de até 23 quilos em voos nacionais e de até 30 quilos em voos internacionais. O trecho vetado faz parte da MP (Medida Provisória) do Voo Simples, que muda as normas do setor aéreo, e foi aprovada pelo Congresso Nacional no mês passado.

Ensino a distância
O crescimento do número de matrículas no ensino superior na modalidade de ensino a distância aumentou 7,7 pontos percentuais de 2019 para 2020, saltando de 19,1% para 26,8%. Com queda de 3,8% em 2019, as matrículas para cursos presenciais diminuíram ainda 5,6 pontos percentuais, chegando à queda de 9,4% em 2020. Os dados são do Mapa do Ensino Superior no Brasil 2022, que apresenta dados gerais do setor no país, de instituições de ensino superior ( privadas e públicas, e realizado pelo Instituto Semesp. O percentual de 64,2% das matrículas no ensino superior refere-se a cursos presenciais, uma queda de 7,3 pontos percentuais de 2019 para 2020.

Doação de sangue
Com o mote “Doe sangue regularmente. Você doa, a vida agradece”, o Ministério da Saúde lançou campanha para sensibilizar a população brasileira sobre a importância da doação de sangue. A campanha quer aumentar os estoques disponíveis nos hemocentros do país, que sofreram baixa durante a pandemia. A secretária de Atenção Especializada à Saúde, Maíra Botelho, disse que a manutenção dos estoques é essencial em momentos graves e citou o exemplo das fortes chuvas que ocorreram há pouco mais de duas semanas em Pernambuco e Alagoas, vitimando centenas de pessoas.

Reinfecções
Cerca de 60% das pessoas, de acordo com dados do governo, já teve covid e recentemente – durante a onda ômicron do verão brasileiro. A pessoa pode ser infectada novamente – desta vez por uma nova subvariante que não apenas evita parte de sua imunidade existente, mas também pode ser mais resistente aos principais tratamentos. Dois mutantes que correspondem a essa descrição, BA.4 e BA.5, estão agora decolando em diversos países e no Brasil não deve ser diferente – e especialistas dizem que em breve superarão as versões anteriores do Omicron (BA.2 e BA.2.12.1) que já estavam causando centenas de milhares de novas infecções (e principalmente não relatadas) todos os dias por semanas a fio.

Recuperação das nascentes
A prefeitura de São Miguel do Iguaçu recuperou duas nascentes na comunidade da Linha Marfim. O processo de recuperação e conservação das nascentes consiste, basicamente, em três fundamentos básicos, ou seja, proteção da superfície do solo, criação de condições favoráveis à infiltração da água no solo e a redução da taxa de evapotranspiração. Esse trabalho é fruto de um convênio do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu com a Itaipu Binacional.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.