Coluna ADI 26/10/2021

Estão classificadas as três empresas e consórcios que farão a conservação das rodovias estaduais do Paraná. (Foto: Gilson Abreu/AEN)

Anel de Integração
O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) publicou o resultado da análise das propostas de preços da licitação para conservar as rodovias estaduais do Anel de Integração após o término das concessões vigentes. Estão classificadas as três empresas e consórcios que apresentaram as propostas mais vantajosas em cada lote e convocadas para a abertura dos envelopes com seus documentos de habilitação, no dia 12 de novembro.

Anel de Integração II
Os contratos da Econorte, Viapar e Ecocataratas encerram à meia noite do dia 26 de novembro, enquanto os contratos da Caminhos do Paraná, Rodonorte e Ecovia terminam no dia seguinte, à meia noite do dia 27 de novembro. Com isto, as rodovias federais que estavam delegadas ao Paraná voltam a ser administradas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), e as estaduais permanecem sob responsabilidade do DER/PR.

“Vozes do Paraná”
Está confirmado o lançamento do volume 12 da coleção “Vozes do Paraná – Retratos de Paranaenses” no dia 10 de novembro, no Palácio Garibaldi, sede da Sociedade Garibaldi. O novo volume corresponde à edição de 2020, que não foi lançado no ano passado em função da pandemia. Editado pelas editoras Bonijuris, Esplendor e Alma Mater, o livro prossegue sua carreira de retratar – em breves perfis – homens e mulheres que fazem a história do Paraná de hoje. Na mesma noite, às 20 horas, serão entregues os diplomas de Grandes Porta-Vozes do Paraná.

Ponto Paraná
A Universidade Estadual de Londrina (UEL) participa do projeto Investe Paraná que tem a meta de instalar pontos turísticos de apoio aos viajantes em rodovias estaduais. O modelo já é utilizado pela província irmã do Paraná, Hyogo, no Japão. O Estado estuda a implantação de 15 pontos turísticos nas rodovias, com o projeto intitulado Ponto Paraná. O piloto será desenvolvido nos municípios de Morrestes, São José dos Pinhais e Guarapuava.

ProConsumidor
A partir de novembro, o Procon Paraná e todos os Procons municipais vão adotar uma nova plataforma de acolhimento de reclamações. O sistema, chamado ProConsumidor, foi disponibilizado pela Secretaria Nacional do Consumidor e, segundo o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost vai facilitar, de forma efetiva, os atendimentos. “Também vai diminuir o tempo de espera do consumidor e melhorar o fluxo do trabalho”, afirmou.

Pequeno Príncipe
A construção da nova sede do Hospital Pequeno Príncipe (HPP), referência nacional no tratamento pediátrico, deve começar em 2022. O novo complexo no bairro Bacacheri, zona Norte de Curitiba, terá dois hospitais: um para atendimentos de casos mais simples e outro de alta complexidade. O projeto ainda prevê um bosque aberto para a população, já que parte da área é de preservação. A primeira unidade do novo HPP a ser erguida será no conceito hospital-dia, ao custo de R$ 50 milhões.

Turnê de lançamento
Chega às livrarias em dezembro “Contra o sistema de corrupção” (Sextante/Primeira Pessoa), de autoria de Sergio Moro. O lançamento será em grande estilo, com uma série de palestras do já pré-candidato por Curitiba, Rio de Janeiro, Recife e São Paulo. No livro, o ex-juiz revela histórias inéditas da Lava-Jato, explica por que aceitou ser ministro de Jair Bolsonaro, fala de sua saída do governo e dos recentes recuos institucionais no combate à corrupção.

Frutos da Expo
De olho na Expo Dubai 2020, empresa paranaense, a Aeroflex, referência nacional em aerossóis, lançou uma linha de biotranspirantes naturais produzidos à base de água, a BemBio. O produto, que teve investimento de R$ 5 milhões, foi desenvolvido para gerar menos impacto ambiental, utilizando gás ecológico de origem vegetal e emitindo três vezes menos carbono do que gases convencionais. Com a exposição no evento, a expectativa da empresa é comercializar 29 milhões de unidades do produto por ano, com presença em 20 mil pontos de venda.

Público recorde
Nesta sexta-feira (22) a Campanha Guarapuava Imunizada atingiu o maior público vacinado em um único dia. No total, 6.978 adolescentes, com idade entre 12 e 17 anos, receberam a primeira dose nas 15 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) espalhadas pela cidade e distritos. “Estamos felizes, isso significa que mais de 57% dos adolescentes guarapuavanos, conforme estimativa do Ministério da Saúde (MS), estão parcialmente protegidos contra a doença. Esse dia demonstra o comprometimento da população pela via da prevenção”, explicou a coordenadora da campanha, Chayane Andrade.

Patenteados no PR
A Universidade Federal do Paraná (UFPR) é destaque nacional no número de depósitos de patentes no Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI), do governo federal, conquistando o 9º lugar em 2020. É também a 1ª colocada paranaense com 38 depósitos, de acordo com o ranking anual divulgado em outubro. Também aparecem na lista de ‘campeãs’ de registro de patentes a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) em 14º lugar com 34 de depósitos e a Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 19º lugar com 29 depósitos.

Crochetando Histórias
A Prefeitura de Cambará é uma das premiadas no “Prêmio Gestor Público Paraná”. O Projeto premiado de Cambará, é o “Crochetando Histórias – Espalhando Amor”, da Secretaria da Assistência Social através da equipe técnica do CRAS – Centro de Referência da Assistência Social, que resinificou as atividades de convivência com idosos que eram ofertadas antes da pandemia da Covid-19 presencialmente, para o formato remoto, com a constituição de um Canal no Youtube, e a continuidade de atendimento aos assistidos.

Paralisação
Caminhoneiros se mobilizam para paralisação nacional no início de novembro. A redução do preço do óleo diesel nas bombas a partir de uma nova política de preços da Petrobras é uma das principais reivindicações dos caminhoneiros que estão em estado de greve em todo o Brasil. O presidente do Sindicato das Empresas de Carga de Ponta Grossa (Sindiponta), Neri Leobe, disse ontem que o preço do diesel corresponde a 50% do faturamento do transportador autônomo. “Os outros 50% são para impostos, pedágios, pneus novos, manutenção do veículo e outros custos. Apenas 20% acabam sobrando para colocar comida na mesa”.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.