Bernardinho visita projeto que idealizou há 25 anos

O Núcleo Central do Instituto Compartilhar, em Curitiba, recebeu a visita do fundador e técnico de vôlei, Bernardo Rezende, Bernardinho, nesta quinta-feira (3). Apesar de as aulas terem começado no dia 9 de fevereiro, a visita marcou o início das atividades no ano letivo de 2022 e das comemorações de 25 anos do projeto no Paraná.

O encontro incentivou as crianças e professores participantes do projeto para a retomada das atividades presenciais que estavam suspensas desde março de 2020 devido a pandemia do COVID-19. O retorno das aulas presenciais tem ocorrido de maneira gradual, respeitando a legislação vigente de cada local em que o instituto atua e atendendo todas as recomendações das autoridades sanitárias, como a disponibilização de álcool em gel nas quadras e o uso de máscaras.

A visita envolveu um café da manhã com a equipe do Instituto Compartilhar e uma conversa descontraída com os alunos. Foram relembrados casos de sucesso de ex-alunos, como o da jogadora da seleção brasileira feminina de voleibol e medalhista olímpica, Roberta Ratzke, e de três dos cinco professores do Núcleo Central – Curitiba, que hoje são exemplos para os alunos.

Além de advogados, jornalistas e outras personalidades que passaram pelas aulas de vôlei idealizadas como um elemento para estimular o desenvolvimento humano. “Em 25 anos não tem como lembrar de todos, mas é gratificante quando você encontra alguém no avião ou na rua que diz como o Instituto transformou suas vidas. A lembrança que fica não é do Bernadinho, mas dos professores que tinham contato próximo e direto com cada uma delas quando criança”, disse o técnico.

Também participaram da visita ao Núcleo os profissionais Ricardo Tabach, Helio Griner e Marco Jardim, todos membros da atual comissão técnica da equipe Sesc Flamengo e que, em 1997, ajudaram a criar este projeto no Paraná, da qual fazia parte do time Rexona de vôlei feminino que foi bicampeão da Superliga.

BATE PAPO – Como parte da retomada das atividades presenciais, o Instituto Compartilhar também promoverá no dia 4 de abril, no Teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro, o Bate Papo Compartilhado com a presença do Bernardinho e do empresário, escritor, mentor e sócio do Grupo Primo, Joel Jota. A Mediação será feita pela jornalista Carol Barcellos, também fundadora do projeto Destemidas.

Os ingressos para o evento estarão disponíveis para a venda na plataforma Sympla a partir de 10 de março. O valor arrecadado será totalmente revertido para as ações do instituto.

INSTITUTO COMPARTILHAR – O Instituto Compartilhar é uma instituição sem fins lucrativos que acredita que o esporte e a educação caminham juntos e é por isso que prioriza estar presente em escolas públicas brasileiras. Os beneficiários são crianças e adolescentes de 9 a 15 anos, mas o impacto do trabalho realizado é para vida toda: pessoas mais ativas, saudáveis, aptas a tomar decisões conscientes e responsáveis, participativas na sociedade e tolerantes.

Para isso, professores de educação física das Secretarias de Educação parceiras são credenciados e recebem formação continuada para aplicar com efetividade a Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol. Incentivando as crianças a prática de esporte de forma divertida ao mesmo tempo em que aprendem valores essenciais para a sua formação.

Atualmente o Instituto Compartilhar atua nos estados do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Grande do Norte com 44 núcleos de iniciação ao voleibol.