Cambé ganha nova delegacia de Polícia Civil

O Governo do Estado entregou nesta quinta-feira (28) ao município de Cambé, no Norte do Estado, a nova delegacia de Polícia Civil. Esta obra significa a reestruturação das atividades do órgão. Os novos espaços e a ausência de custódia de presos significam ampliação das diligências policiais e investigações para solucionar crimes, atividade fim da instituição. Junto à Delegacia, também foi inaugurado o prédio do 1º Distrito.

O valor investido na obra, entre terreno, e adequações para as duas estruturas, foi de R$ 1,4 milhão. A delegacia tem um terreno de 300 metros quadrados, com uma construção de 240 metros quadrados.

O secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, disse que a entrega desta unidade é fruto de planejamento e sinergia entre o Governo do Paraná, prefeitura de Cambé e a iniciativa privada, além da equipe da Polícia Civil. “Aproveito esse momento para agradecer ao governador Ratinho Junior por acreditar nos projetos da Secretaria, em especial em Cambé, onde temos uma delegacia moderna, com atendimento voltado à população. Vamos capacitar toda a Polícia Civil para que possamos oferecer um serviço diferenciado, moderno e adequado”, afirmou.

O trabalho entre as equipes do 1º Distrito e da Delegacia Central acontecerá de maneira integrada, mas em algumas situações poderão atuar de forma independente. Nestas novas estruturas, os policiais civis atuarão na sua função fim, o de Polícia Judiciária. A Delegacia anterior, onde há a carceragem, já está sendo administrada pelo Depen.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Sílvio Rockenbach, a entrega desta unidade representa a busca da eficiência no trabalho, além da resolução de um problema histórico para a instituição, no qual os presos ficavam nas delegacias.

“Era um problema que impedia a Polícia Civil, muitas vezes, de avançar ou direcionar os seus esforços ou seus efetivos em investigações, voltadas para melhorar a qualidade de segurança pública dos municípios. Com a ida dos presos para o Depen, vamos para a segunda fase, que é melhorar as estruturas físicas e as condições de trabalho dos policiais civis”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *