Codesul aprova plano estratégico e prevê a união dos quatro estados em uma “OCDE brasileira”

Reunião tratou de integração regional e questões da pandemia. Foto: Jonathan Campos/AEN

O Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), composto por Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, aprovou nesta terça-feira (15) a proposta de um plano de desenvolvimento integrado do grupo até 2040. O objetivo é criar um diagnóstico regional que identifique as agendas que cada governo deve promover para melhorar a qualidade de vida e potencializar o desenvolvimento econômico da região.

A ideia é que, a longo prazo, o plano transforme a união dos quatro estados em uma “OCDE brasileira” – referência à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, instituição internacional que reúne 38 países em prol do crescimento de suas economias locais.

O encontro, realizado no Palácio Piratini, em Porto Alegre, foi presidido pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e reuniu os governadores Eduardo Leite (RS), Carlos Moisés (SC) e Reinaldo Azambuja (MS).

“Esses quatro estados compartilham entre si a vocação do planejamento. Se hoje temos índices de desenvolvimento humano melhores que de outras regiões do Brasil e de outros países da América Latina, é porque se implementou a cultura do planejamento através do Codesul. Temos a obrigação de manter essa cultura de pensar o futuro, e, por isso, sugerimos a criação desse plano a longo prazo”, afirmou Ratinho Junior, atual presidente do Codesul.

O plano estrutura essa ação através de quatro pilares: uso intensivo de dados públicos, análise dos planos governamentais de médio e longo prazos, mobilização de especialistas regionais para aprofundamento de focos de ação prioritários e atuação articulada entre equipes do Codesul e Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Com a aprovação, o plano passa a ser executado através de uma consultoria técnica, que vai definir os eixos prioritários e propor indicadores e metas a serem acompanhados. A fase atual é de análise, identificando as peculiaridades da região. Na sequência, o grupo deve construir a visão de futuro regional para os próximos 20 anos. Por fim, a última fase detalha quais passos devem ser seguidos para atingir os objetivos. O planejamento foi realizado pela empresa de consultoria em gestão MacroPlan. 

“Esse vai ser um legado que deixaremos a futuros governos: uma visão coerente e planejada para o futuro que permite dar um salto na qualidade de vida e desenvolvimento econômico. Temos de olhar para além de nossas fronteiras. Pensando regionalmente, a gente amplifica a capacidade de crescimento de cada estado”, disse Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul. 

Criado em 1961, o Codesul integrava, primeiramente, os estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Em 1992, o Mato Grosso do Sul passou a integrar o grupo. O principal objetivo do órgão é buscar alternativas aos desequilíbrios regionais e potencializar questões comuns aos estados-membros, sobretudo em questões essenciais como desenvolvimento econômico e social, além de fomentar a integração dos estados-membros com o Mercosul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *