Com impacto da pandemia, PG fecha primeiro trimestre com R$ 173,5 mi em receitas

Comparado ao mesmo período do ano passado, o primeiro trimestre deste ano registrou uma queda nominal (sem o desconto da inflação) de 1,08% na arrecadação da Prefeitura de Ponta Grossa. Para o secretário municipal da Fazenda, Claudio Grokoviski, esse fato não se deve à uma diminuição da atividade econômica, mas sim é atrelado às prorrogações de prazos de pagamentos de tributos propostas pelos governos durante a pandemia.

Os números foram apresentados em entrevista ao Diário dos Campos transmitida ao vivo pelo portal dcmais. “A gente entende que essa diminuição é reflexo de algumas questões pontuais que aconteceram, mas nos acende uma luz amarela. O reflexo do que aconteceu em março, quando houve algumas restrições como o lockdown de 10 dias, se dará apenas nos próximos meses, já que a arrecadação de um mês sempre refere-se à atividade do seu anterior, porque o imposto é pago sempre na sequência”, explicou Grokoviski.

Foto reprodução/DC Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *