Eleições: Candidaturas evangélicas aumentam 34%

Nos últimos anos, os evangélicos vêm ganhando mais espaço no ambiente político. Prova disso é o aumento de 34% no total de candidaturas dos representantes deste segmento religioso nas eleições municipais de 2020, em comparação com o pleito de 2016. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não divulga estatísticas sobre a religião dos candidatos, mas, segundo apuração feita pelo Correio utilizando dados disponibilizados pela Justiça Eleitoral, o número de postulantes a prefeito ou vereador que utilizam pastor ou pastora como primeiro nome na urna é de 4,5 mil. Desse total, 4,2 mil disputam vagas como vereadores.

Candidatos evangélicos estão espalhados por 28 partidos. A legenda com maior número é o Republicanos, que tem 358 candidatos que utilizam pastor ou pastora e concorrem aos cargos de vereador e prefeito. O partido é o mesmo do deputado federal e bispo Marcos Pereira (Rep-SP), atual vice-presidente da Câmara dos Deputados; do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella; e dos filhos do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio e o vereador Carlos. O Partido Social Cristão (PSC), antiga casa do presidente Bolsonaro, tem 311 pastores e pastoras disputando a eleição.

Correio Brasiliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *