Entidades lançam notas de apoio à Ponte de Guaratuba e outras obras no Litoral

Nesta quarta-feira (20), às 14h30, representantes do Instituto de Engenharia do Paraná (IEP), do Movimento Pró-Paraná e do Fórum G11 entregam notas técnicas em apoio a obras planejadas para o Litoral. Os documentos foram registrados em cartório. Informações do Correio do Litoral.

O prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, informou que participará do evento, que acontecerá no salão nobre do IEP, na rua Emiliano Perneta, 174, em Curitiba.

O apoio das entidades refere-se ao início das obras da engorda da praia de Matinhos, da construção da ponte sobre a baía de Guaratuba, e da duplicação da rodovia PR-407, entre a BR-277 e o entroncamento da PR-412, em Praia de Leste.

A carta foi entregue ao governador Ratinho Junior, à Assembleia Legislativa do Paraná e ao Ministério Público do Estado (MPPR) em dezembro de 2020.

Ponte de Guaratuba
A abertura das propostas da licitação dos estudos ambientais e preliminares de engenharia para a Ponte de Guaratuba será no próximo dia 9 de fevereiro. Podem participar 8 consórcios escolhidos antecipadamente pelo DER: 4 do Brasil, 2 da Espanha, 1 do Japão e 1 da França.

A nota técnica das entidades em relação à Ponte de Guaratuba entregue ao governador em dezembro, resumida agora, lembra que o projeto “está no imaginário do paranaense desde a promulgação da Constituição do Estado, em 1989”, e cita as inúmeras dificuldades diárias da travessia com ferry-boat.

“Assim como a Ponte Hercílio Luz é um ícone na capital catarinense, sendo uma atração turística, a Ponte de Guaratuba será para o litoral paranaense, além de ser um agente integrador, eliminando perda de tempo na travessia da baía de Guaratuba via ferry-boat”, afirma a nota técnica.

O trabalho cita ainda que a “limitação da oferta de transporte rodoviário, pela ausência da ponte, dificulta o fluxo normal das pessoas que vivem no Litoral, em especial, na temporada de verão. A inexistência da ponte também dificulta o trânsito de veículos, e os cidadãos preferem evitar deslocamentos devido às limitações das longas filas do ferry-boat e mesmo o transtorno da travessia embarcada em si”.

Túneis
“O EVTEA (Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental) concluído aponta como uma das melhores alternativas para a construção da ponte a construção de um túnel de acesso. É possível que mais de um túnel seja necessário para facilitar o acesso à Matinhos. A implantação de túneis minimizará os impactos sobre a mata atlântica no entorno da ponte, e possibilitará que o material pétreo excedente possa ser aproveitado na engorda das praias de Matinhos, Caiobá, Caieiras e Guaratuba, reduzindo os impactos ambientais na exploração de jazidas e viabilizando o melhoramento de todo o litoral.”

“A Ponte de Guaratuba é um investimento viável socioeconomicamente e vai se traduzir em mais um exemplo da alta qualidade da gestão pública paranaense e da capacidade destacada da engenharia de nosso Estado.”

“Complementarmente à construção da Ponte de Guaratuba, há necessidade de direcionar o trânsito de veículos de transporte pesado para outra via que seria a construção de uma ligação rodoviária entre o município de Garuva e a rodovia Alexandra Matinhos, contornando a Baía de Guaratuba. Essa obra preservaria a área urbana de Guaratuba, bem como evitaria acidentes na cidade pelo aumento do trânsito. Atualmente nessa ligação transitam veículos de residentes, e pessoas com veículos praticando trilha.”

Leia o documento das entidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *