Exportações dos Cafés do Brasil batem recorde histórico

Apesar da pandemia de COVID-19 e seus respectivos impactos na economia global, com a adoção de medidas de prevenção em diversos países, as exportações dos Cafés do Brasil no ano de 2020 atingiram o maior volume de sua história, com o equivalente a 44,5 milhões de sacas de café de 60kg, somados cafés verde, solúvel e torrado & moído, o que representou um aumento de 9,4% em relação às exportações brasileiras de café em 2019. Desse total, for am 79,7% de café arábica, 11,1% de conilon e 9,2% de cafés industrializados.

Do total dos Cafés do Brasil exportados em 2020, os cafés industrializados foram responsáveis pelo volume equivalente a 4,1 milhões de sacas, um aumento de 2,3% em relação a 2019. As exportações de café verde atingiram 40,4 milhões de sacas, um crescimento de 10,2% em relação a 2019. Dentre as exportações de café verde o arábica foi responsável pela venda ao exterior de 35,5 milhões de sacas, volume que representou uma alta de 8,4% em relação a 2019 e o recorde histórico anual para exportações dessa variedade. O café da espécie conilon teve 4,9 milhões de sacas exportadas no ano, o que representou um aumento de 24,3 % em relação ao ano passado, além de também ser o maior volume já registrado em um ano nas exportações dessa espécie.

A receita cambial gerada pelas exportações dos Cafés do Brasil em 2020 foi de US$ 5,6 bilhões, alta de 10,3% em comparação com 2019. Ao converter para a moeda nacional o valor da receita chega a R$ 29 bilhões, um crescimento de 44,1% nos mesmos termos comparativos. Referida receita em reais foi equivalente a 5,6% do total gerado com as exportações do agronegócio brasileiro e 2,7% de toda venda ao exterior no ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *