Fenômeno La Niña deve reduzir chuva no Paraná nos próximos meses

O fenômeno La Niña está de volta. O anúncio oficial ocorreu na quinta-feira (14) pela Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA), a agência climática dos Estados Unidos. No Paraná, se depender de outubro a média de chuva deverá ser superada, mas a preocupação chega entre o fim do inverno e começo de verão.

Segundo o Simepar, o impacto deve prejudicar a quantidade de chuva para os próximos meses, ou seja, a preocupação com a crise hídrica e o volume nos reservatórios irá permanecer.

“O fenômeno La Ninã deve impactar na ocorrência de chuva mais para o fim da primavera e durante o verão. O impacto no Paraná é reduzir o impacto da chuva e bem provável que a gente tenha novamente a chuva baixa da media climatológica”, disse o meteorologista Lizandro Jacóbsen.

Quanto ao volume dos reservatórios, o nível está em 56,29% com medição realizada neste sábado (16). Este nível subiu nos últimos dias por causa das precipitações registradas praticamente desde o começo de outubro.

Foto: Sistema Faep/Senar-pr