Governador anuncia construção do viaduto da PUC Londrina, na BR-369

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta sexta-feira (4) a abertura de edital de licitação para construção do viaduto da PUC Londrina, localizado na interseção da BR-369 com a Avenida Jockei Club. O local possui tráfego intenso de veículos, pois é a principal rota de ligação de Londrina com Maringá e também com a Região Metropolitana da cidade do Norte do Paraná.

“O viaduto da PUC é um projeto muito importante para Londrina e que há muito tempo a sociedade pedia, pois vai melhorar a mobilidade da cidade”, afirmou o governador. “A responsabilidade pela obra seria do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), do governo federal, mas sabemos que o órgão tem que atender o Brasil e muitas vezes não tem orçamento ou velocidade para tocar. Então pedimos autorização para que o Governo do Estado faça a obra e hoje autorizamos o início da licitação”. 

O anúncio foi feito em evento no Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná), junto à entrega de 87 veículos para 21 municípios da 17ª Regional de Saúde, para fortalecer a Estratégia de Saúde da Família. Também foram destinados R$ 11,4 milhões para investimentos na atenção primária dos municípios da regional, incluindo transporte sanitário, equipamentos, ampliação e construção de unidades de saúde, entre outros.

Ratinho Junior também citou outros investimentos do Estado na região, como a duplicação da PR-445 e a construção do Viaduto da Bratislava. “Temos um pacote de investimentos muito amplo em Londrina, que é uma cidade importante e a maior do Interior do Paraná. São obras que refletem em toda a região”, completou o governador.

OBRA – Com extensão de aproximadamente mil metros, a interseção em desnível será implantada no km 154 da BR-369, rodovia que recebe o tráfego dos municípios menores que se deslocam até a cidade. 

A obra vai melhorar o acesso a pontos importantes e movimentados na região, como a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e o Pool de Combustível, o maior centro de armazenamento e distribuição de combustível no Norte do Paraná. A região também é composta por bairros destinados à indústria, com a circulação de veículos pesados pelo local.

O viaduto também dará fim a um ponto crítico para a rodovia. O cruzamento é atualmente operado por sinalização semafórica, o que causa engarrafamento nas proximidades nos horários de pico. A movimentação também traz transtornos e insegurança aos usuários e pedestres que cruzam a rodovia diariamente.

“É uma esperada há muitos anos, quantas pessoas perderam a vida com acidentes, porque é um local de muito movimento. É uma obra estrutural grande e que traz muitos benefícios para a população”, disse o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati.

A empresa vencedora do edital, que deve ser publicado na segunda-feira (7) no Diário Oficial, terá um prazo de três meses para a elaboração do projeto executivo e mais 12 meses para executar a obra. A licitação será no Regime Diferenciado de Contratação (RDCi), modalidade em que a mesma empresa é responsável por essas duas etapas. A disputa de preços está prevista para março. 

“Este compromisso foi assumido pelo governo já no início da gestão. Faremos esta obra na mesma modalidade em que estamos tocando o Viaduto da Bratislava, no formato RDCi, que garante que o projeto é bem feito e obra muito bem executada”, ressaltou o secretário estadual da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex. (AEN)

Foto: DER