Governo apresenta Cartão Futuro a empresários da Associação Comercial do Paraná

O chefe da Casa Civil do Paraná, Guto Silva, e o secretário estadual de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, apresentaram nesta quinta-feira (4) o programa Cartão Futuro a empresários da Associação Comercial do Paraná (ACP). O programa incentiva a contratação de aprendizes de 14 a 21 anos, oferecendo às empresas um subsídio que cobre parte do salário do jovem. Dessa forma, até mesmo pequenos negócios, que não são obrigados por lei a contratar aprendizes, podem se beneficiar do programa.

“O Cartão Futuro foi criado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior para que os jovens tivessem acesso ao primeiro emprego. Acredito que seja o maior programa de empregabilidade de jovens aprendizes do Brasil”, disse Leprevost. “O subsídio é mensal, com duração de até dois anos, e varia de R$ 300,00 a R$ 450,00 por jovem contratado”.

A iniciativa é uma das ações realizadas pelo governo para apoiar a geração de emprego e renda no Estado. “Só o Cartão Futuro deve abrir oportunidade de trabalho a 35 mil jovens”, disse o chefe da Casa Civil, Guto Silva.

Para o presidente da ACP, o empresário Camilo Turmina, a iniciativa terá boa aceitação do empresariado. “Precisamos ajudar o jovem a começar a trabalhar, porque o primeiro emprego desenvolve o interesse do profissional do futuro”, disse Turmina.

Agências do Trabalhador do Paraná ofertam 11 mil vagas com carteira assinada
O governo criou uma verdadeira força-tarefa para fazer chegar o Cartão Futuro às empresas e aos estudantes. Uma das estratégias é uma grande campanha de divulgação com veiculação em todos os canais de comunicação e nas redes sociais, além do corpo a corpo que vem sendo feito pelos secretários de Estado para apresentar o programa ao setor empresarial, associações comerciais e industriais e escolas dos municípios.

Os servidores das 216 Agências do Trabalhador e Postos Avançados da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho também já iniciaram visitas às empresas e escolas para intermediar as vagas disponibilizadas.

OUTRAS PAUTAS – Na reunião, Guto Silva também destacou a parceria do empresariado paranaense e o bom diálogo com o governo, fundamental para enfrentar os momentos mais difíceis da pandemia. “Onde tem paz tem prosperidade. Temos paz no campo, no setor produtivo, na Assembleia, no Congresso Nacional. Com isso tivemos espaço para avançar. Os números atestam que o paraná caminha bem, batemos recorde nos empregos com carteira assinada. Foi o melhor semestre dos últimos dez anos”, destacou.

Ney Leprevost, por sua vez, apresentou aos empresários os números dos empregos gerados no Paraná. De janeiro a setembro de 2021, o Estado conseguiu um saldo positivo de 168.597 postos de trabalho com carteira assinada. No acumulado dos últimos 12 meses, entre outubro de 2020 e setembro de 2021, o número é ainda mais robusto, com 219.477 postos de trabalho, quarto principal resultado do Brasil.

“São números consistentes ao longo do ano e que mostram que as políticas de intermediação e capacitação do Estado dão resultados”, afirmou. “A oferta de empregos é a política mais importante para o nosso Estado, pois estimula a autonomia das pessoas”.