Governo brasileiro anunciou que não vai adotar passaporte vacinal

Sem passaporte vacinal, o governo brasileiro anunciou na tarde de hoje que irá impor quarentena de cinco dias e teste RT-PCR a viajantes não vacinados que queiram entrar no Brasil. As autoridades, no entanto, não explicaram como será feito o processo de isolamento dessas pessoas.

“Não se pode discriminar as pessoas entre vacinadas e não vacinadas e, a partir daí, impor restrições. Até porque a Ciência já sabe que a vacina não impedem totalmente a transmissão do vírus”. Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ao lado do ministro Ciro Nogueira, durante a coletiva em Brasília

“Então, nós, depois de fazermos uma análise detida de toda a documentação com grupo técnico, decidimos que o RT-PCR seria utilizado (como já vem sendo utilizado desde o início da pandemia, com 72 horas antes do embarque), e requerer que os indivíduos não vacinados cumpram uma quarentena de cinco dias e, após essa quarentena, eles realizariam o novo teste”, completou o ministro da Saúde.

Se esse teste der negativo para covid-19, o turista/viajante então é liberado.

UOL