Governo do Estado entrega planos para o desenvolvimento produtivo a municípios do Norte Pioneiro

Os municípios das regiões de Santo Antônio da Platina e Cornélio Procópio receberam nesta quinta e sexta-feira (17 e 18) seus planos de desenvolvimento produtivo regional, resultado do Programa Paraná Produtivo. A entrega foi feita pelo governador em exercício, Darci Piana, e pelo secretário de Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge. Ao todo, foram entregues documentos a 45 cidades, 26 da Região de Santo Antônio da Platina e 19 da região de Cornélio Procópio.

O programa é uma iniciativa do Governo de Estado, por meio da Secretaria de Planejamento, para estruturar o desenvolvimento das regiões que não possuíam planejamento econômico integrado. Todo o processo inclui diversas oficinas de diagnóstico, análise de oportunidades e parcerias, priorização de ações e investimentos, além de envolver diversos setores dos municípios. 

O governador em exercício Darci Piana ressaltou a importância do Paraná Produtivo. “O documento resultante de todo esse trabalho vai servir de baliza para os investimentos do governo e também como guia para a iniciativa privada iniciar novos empreendimentos”, disse. “Vamos abraçar esse projeto, superar os desafios das regiões e contribuir com investimentos e ações para melhorar o Norte Pioneiro”, afirmou.

PIB – De acordo com o secretário do Planejamento, a meta é aumentar o Produto Interno Bruto (PIB) e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região de Cornélio Procópio, assim como das outras sete regiões prioritárias do Programa Paraná Produtivo. “Só podemos melhorar a renda do nosso Norte Pioneiro, melhorando a produtividade, produzindo mais e melhor de forma diversificada. Com mais crescimento teremos condição de distribuir a riqueza para quem mais necessita” afirmou .

O prefeito de Siqueira Campos e presidente da Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro), Luis Henrique Germando, elogiou o trabalho realizado até aqui. “O governo foi muito feliz ao criar o Programa Paraná Produtivo envolvendo técnicos dos municípios e do Estado, visando aproveitar nossas potencialidades que, por vezes, estão escondidas ou mal exploradas.”

O trabalho conjunto das administrações municipais foi destacado pelo prefeito de Cornélio Procópio e presidente da Amunop (Associação dos Municípios do Norte do Paraná), Amin Hannouche. “Precisamos estar juntos e unidos para que possamos lutar e trabalhar pelo desenvolvimento regional de forma integrada”, disse.

Após a entrega dos planos de desenvolvimento produtivo, o Governo do Estado vai estimular o fortalecimento da governança regional e desenvolver uma plataforma para gestão dos projetos, para que as prioridades elencadas possam ser realizadas e avaliadas. 

MUNICÍPIOS – A região de Santo Antônio da Platina abrange os municípios de Abatiá, Andirá, Barra do Jacaré, Cambará, Carlópolis, Conselheiro Mairinck, Curiúva, Figueira, Guapirama, Ibaiti, Jaboti, Jacarezinho, Japira, Joaquim Távora, Jundiaí do Sul, Pinhalão, Quatiguá, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Salto do Itararé, Santana do Itararé, Santo Antônio da Platina, São José da Boa Vista, Siqueira Campos, Tomazina, Wenceslau Braz.

Já a região de Cornélio Procópio é formada pelos municípios de Assaí, Bandeirantes, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Itambaracá, Leópolis, Nova América da Colina, Nova Fátima, Nova Santa Bárbara, Rancho Alegre, Santa Amélia, Santa Cecília do Pavão, Santa Mariana, Santo Antônio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Amoreira, Sapopema, Sertaneja e Uraí.

A próxima região a receber os planos será a de Paranavaí, com data prevista para 24 de fevereiro.

PARANÁ PRODUTIVO – O Programa Paraná Produtivo, criado pelo Governo do Estado e executado pela Secretaria do Planejamento, teve início em março de 2021. A proposta é identificar potenciais e carências das regiões e planejar o desenvolvimento integrado dos municípios.

O programa abrange 202 municípios de oito regiões prioritárias: Jacarezinho e Santo Antônio da Platina; Cornélio Procópio; Paranavaí, Cianorte e Umuarama; Campo Mourão; Guarapuava, Irati e União da Vitória; Castro e Telêmaco Borba. Elas concentram 30% da população paranaense (3,3 milhões de pessoas) e 25% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual.

Foto: Patrick Araújo Madeira