Kassio Marques pode ser investigado por inconsistências em currículo

As inconsistências no currículo do ministro Kassio Nunes Marques, empossado mês passado no Supremo Tribunal Federal (STF), podem colocar a Corte em uma posição delicada: a de julgar se o colega feriu a Lei Orgânica da Magistratura.

O Estadão informou, nesta semana, que o procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou manifestação ao gabinete da ministra Rosa Weber defendendo que cabe ao tribunal decidir se abre investigação para apurar eventuais irregularidades no caso. A magistrada é relatora de uma notícia-crime encaminhada pelo jornalista e advogado Afanasio Jazadji pedindo um inquérito contra o indicado do presidente Jair Bolsonaro para a cadeira de Celso de Mello pela inclusão de títulos falsos no currículo e pelo suposto plágio de trechos da dissertação de mestrado.

Foto/Fellipe Sampaio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *