Leilão para a privatização da Copel Telecom está previsto para novembro

O leilão para a privatização da Copel Telecom, subsidiária que oferece serviço de internet no Paraná, foi marcado para ocorrer no dia 9 de novembro, de acordo com a companhia.

O pregão na bolsa de valores, segundo o edital da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), tem proposta mínima de R$ 1,4 bilhão.

A venda de 100% das ações da Copel Telecom foi aprovada por unanimidade no conselho de administração da companhia. O assunto já vinha sendo discutido desde 2017.

De acordo com o edital, publicado em julho pela Copel, a decisão pela venda foi tomada com base na conclusão de estudos validados por assessores externos independentes.

O presidente da companhia, Daniel Slaviero, diz que a venda da subsidiária é estratégica para manter o foco no negócio principal da Copel, que é o setor de energia elétrica.

“Além de ser uma orientação do governo do estado, é um entendimento da administração e do conselho de governança que a Copel tem que focar no que ela sabe fazer melhor, que é produzir, transmitir, distribuir e comercializar energia”, afirmou.

Slaviero destacou ainda que a companhia pretende usar os recursos da venda da Copel Telecom para investir em energia.

O objetivo, conforme o presidente, é “levar o Paraná trifásico aos 25 mil quilômetros a que ela se propõe, para que as redes elétricas inteligentes possam ser investidas e ganhar escala, enfim, para melhorar a qualidade do fornecimento e a estabilidade da energia no estado”

Fonte G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *