Michele Caputo defende retorno do “cartão comida boa’

Diante do atual cenário econômico, o deputado Michele Caputo (PSDB) fez um apelo ao Governo do Estado nesta segunda-feira (15) para que retorne com os pagamentos do Cartão Comida Boa, uma espécie de auxílio emergencial do Paraná. Após seu pronunciamento no plenário, Caputo recebeu a confirmação do líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Hussein Bakri (PSD), de que o Estado pretende estender o programa, que beneficiou com R$ 50 por mês, por três meses, as famílias em situação de vulnerabilidade social no Paraná.

Segundo a Agência Estadual de Notícias, o programa garantiu uma movimentação de R$ 113 milhões na economia paranaense em 2,7 milhões de transações de compras nos 399 municípios. No total, 786,6 mil vouchers foram utilizados pelos beneficiários em três meses.

No seu expediente enviado ao chefe da Casa Civil, Guto Silva, o deputado Michele Caputo perguntou se o Estado tem “estudo de viabilidade e planejamento para o retorno do Programa Cartão Comida Boa”.

“Considerando a manutenção da situação de pandemia da covid-19 e o fim do auxílio emergencial do governo federal, a sinalização positiva para o retorno do programa é de enorme importância para m a população paranaense, especialmente aquela mais vulnerável e atingida pela pandemia”, disse Michele Caputo.

Hussein Bakri adiantou que o governo estadual vai encaminhar projeto de lei ao legislativo sobre a prorrogação do programa, mas não detalhou a duração do novo cartão ou valor que será destinado à cada família.

Auxílio – O Comida Boa garantiu entre junho e agosto de 2020 o valor de R$ 50 para pessoas economicamente vulneráveis comprarem gêneros alimentícios no comércio previamente cadastrado. Os recursos vieram do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza e a coordenação envolveu vários órgãos, como as Secretarias da Agricultura e do Abastecimento, da Justiça, Família e Trabalho e Fazenda.

No total, 794 mil vouchers foram distribuídos. Após três meses do início da ação emergencial, 200 mil Cartões que estavam à disposição dos cidadãos que se enquadram como beneficiários não foram retirados.

O auxílio governamental foi entregue a moradores inscritos no Cadastro Único do governo federal e que atenderam aos requisitos estabelecidos na regulamentação do programa. Também foram contemplados autônomos e microempreendedores individuais que tiveram a renda momentaneamente afetada pela pandemia.

Além das entidades públicas estaduais, contribuíram para o sucesso do Comida Boa a cooperação de todas as prefeituras, da Associação Paranaense de Supermercados, de centenas de empreendimentos comerciais espalhados pelo Estado, várias entidades filantrópicas, movimentos sociais e igrejas que se dispuseram a ceder o espaço para entrega dos cartões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *