Morre Caio Soares, conselheiro aposentado do TCE-PR

Morreu em Curitiba nessa terça-feira (4) o conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR) Caio Marcio Nogueira Soares, de 77 anos. Ele estava hospitalizado e a causa da morte foi pneumonia.

Natural de Porto União, município catarinense na divisa com a paranaense União da Vitória, Caio Soares formou-se em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), na turma de 1970. Antes de chegar ao TCE-PR, exerceu atividades em empresas e órgãos públicos, em Santa Catarina e no Paraná.

Em Curitiba, foi gerente e diretor dos bancos Banerj (Banco do Estado do Rio de Janeiro) e Unibanco. Na esfera pública, foi inspetor da Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão ligado ao Ministério da Indústria e Comércio e trabalhou na Prefeitura de Curitiba e no Governo do Paraná, entre as décadas de 1980 e 2000. Na administração da capital, exerceu cargos como advogado da empresa pública Cidade Industrial de Curitiba S/A, diretor-geral do Departamento de Relações Públicas e Promoções (atual Secretaria de Comunicação Social) e assessor especial do então prefeito, Jaime Lerner.

Nas gestões de Lerner no Governo do Estado, entre 1995 e 2000, Caio Soares ocupou dois cargos de assessoramento direto do governador: chefe de Gabinete e secretário especial de Governo. Antes, entre 1993 e 1994, foi assessor do Instituto Jaime Lerner.

Nomeado auditor, Caio Soares tomou posse no TCE em 7 de dezembro de 2000.  Em 27 de março de 2006, assumiu o cargo de conselheiro do Tribunal, na vaga constitucional reservada aos auditores da Casa, aberta com a aposentadoria de Rafael Iatauro..Aposentou-se em  julho de 2014.

Caio era irmão do falecido advogado Luiz Roberto Nogueira Soares, que foi deputado estadual e secretário da Cultura do Paraná no segundo governo de Ney Braga.

Foto: reprodução