Novo relator da PEC do voto impresso na Câmara desiste da relatoria

O deputado federal Júnior Mano (PL-CE) desistiu de ser o novo relator da PEC do voto impresso na Câmara. Com isso, o presidente da comissão especial que analisa a proposta na Casa, deputado Paulo Martins (PSC-PR), terá de designar outro parlamentar para fazer novo parecer sobre a proposta.

Mano havia sido apontado como novo relator da matéria na noite de quinta-feira (5/8), após o colegiado rejeitar o parecer do deputado Filipe Barros (PSL-PR), relator original da PEC. O relatório de Barros recomendava a aprovação da proposta, mas foi rejeitado por 23 votos a 11.

Com a rejeição, o presidente da comissão precisou designar novo relator, para que outro parecer seja votado. Contatado pela coluna, Martins disse ainda não ter decidido o substituto de Júnior Mano, mas afirmou que pretende escolhê-lo ainda nesta sexta-feira, para que o novo relatório seja votado ainda hoje.

Segundo fontes da Câmara, Mano teria desistido da relatoria por pressão política. Aos 36 anos e em seu primeiro mandato como deputado federal, o parlamentar foi um dos 23 integrantes da comissão especial que votaram contra a implantação do voto impresso.

Metrópoles/Foto divulgação