“Obras do Paranacidade fazem a diferença na vida das pessoas”, afirma governador

O Governo do Estado comemorou nesta sexta-feira (30) os 25 anos do Paranacidade, serviço social autônomo vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. A cerimônia foi virtual, com transmissão pelo YouTube, contou com a participação de gestores e técnicos municipais, representantes de instituições parceiras e empregados da empresa.

O Paranacidade é o responsável pela aprovação de projetos e pelo acompanhamento e monitoramento de obras e serviços nos 399 municípios do Estado. Em 25 anos foram 17 mil ações, somando investimentos de R$ 15,4 bilhões.

“Vi de perto como as realizações do Paranacidade fazem a diferença na vida das pessoas, com qualidade. E, como os gestores municipais também participam, o resultado é trazer à realidade o que é o desejo da população”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho, que já esteve à frente da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e do próprio Paranacidade.

“Além de um longo alcance, essas obras modificam a vida das pessoas, garantindo mais qualidade de vida”, acrescentou o governador. Ele citou exemplos obras de pavimentação de vias urbanas, a urbanização e cuidados com a acessibilidade, incorporados aos projetos; e a aquisição de equipamentos comunitários que têm a operação técnica do Paranacidade.

As ações nos municípios foram destacadas também pelo secretário do Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega, e pelo superintendente-executivo do Paranacidade, Álvaro Cabrini.

Ortega lembrou a história do Paranacidade. “Ano após ano vem traçando um novo mapa do Paraná, ao criar melhores condições de vida para as pessoas em cidades inclusivas, socialmente justas e sustentáveis”, afirmou.

Mesmo durante a pandemia, destacou Cabrini, em nenhum momento houve queda na qualidade técnica dos trabalhos do Paranacidade. “Pelo contrário, os resultados melhoraram significativamente, a partir da adoção de inovações com base tecnológica que facilitam e agilizam o trabalho à distância”, afirmou.

Ele adiantou, ainda, que está em andamento um novo processo de transformação da empresa para promover melhorias. “Preparamos um novo salto tecnológico para que os próximos 25 anos sejam também um legado em benefício do urbanismo e do planejamento de todos os municípios paranaenses”, completou.

Reforma do Teatro Municipal de Palmeira. Foto: Jonathan Campos/AEN

NÚMEROS SIGNIFICATIVOS – Na cerimônia foram apresentados vídeos sobre o processo de atendimento do Paranacidade e as ações já realizadas. Entre os números citados estão o montante de investimentos no período, de R$ 15,4 bilhões.

Esse volume permitiu, entre outros, a pavimentação de 9 mil quilômetros – quase um quilômetro por dia durante 25 anos; 2,3 milhões de metros quadrados em projetos de urbanização – que incluem calçadas, rampas de acessibilidade, paisagismo e diversos outros equipamentos públicos; 347 parques municipais, que somam área equivalente a 255 campos de futebol; e, ainda, 563 projetos de iluminação com mais de 155 mil lâmpadas instaladas.

Ainda foram executados barracões industriais (329 ações, entre construções ou ampliações), 50 quilômetros de ciclovias e 27 viadutos ou pontes. Também foram realizadas 101 ações em terminais de transporte, entre os quais os aeroportos de Cascavel e Guarapuava e diversas rodoviárias, como a de Francisco Beltrão e a de Umuarama.

Foram edificados 59 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), 34 Centros da Juventude, 60 unidades para bombeiros comunitários, 180 ações em ginásios de esportes e 320 em quadras esportivas.

Foram implantadas 168 unidades de Meu Campinho, que são espaços para prática de atividade física e para encontro e confraternização das famílias. O Paranacidade também esteve à frente de 86 projetos de esgotamento sanitário e 44 para a distribuição de água potável.

Também foram entregues, no período, 38 hospitais, 104 postos de saúde, e construídas ou reformadas 193 Unidades de Atenção Primária Saúde da Família; 48 teatros, museus ou prédios históricos foram construídos ou revitalizados, sendo o Museu Oscar Niemeyer, cartão postal de Curitiba, um dos exemplos.

Na área da educação, os investimentos viabilizaram a construção ou melhorias em 201 creches, 170 escolas e 20 bibliotecas.

Outras 505 ações permitiram a edificação, ampliações e melhorias em prédios públicos como sedes de prefeituras, câmaras de vereadores e secretarias e departamentos das administrações municipais.

Já em relação a aquisições, foram 515 terrenos para a administração pública ou para conjuntos habitacionais; 2.051 veículos para uso das prefeituras e atendimento à população (transporte de estudantes e pacientes); 4.015 equipamentos e máquinas rodoviárias ou para serviços urbanos, que somam R$ 1,5 bilhão em investimentos. Ainda foram elaborados ou atualizados 261 Planos Diretores Municipais e três Levantamentos Cartográficos. AEN

 Foto: José Fernando Oura/AEN