Obras públicas vão retomar economia do Paraná, diz Romanelli

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou nesta segunda-feira, 4, o esforço do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa em reforçar os convênios com os municípios que resultam no investimento de mais de R$ 2 bilhões em obras de infraestrutura, mobilidade urbana, saúde, educação, habitação, meio ambiente, entre outras.

“Em todo o Paraná, o governo realiza obras de infraestrutura, preparando os municípios para a retomada da economia. Com o apoio dos deputados, o Paraná segue em frente, fortalecendo todas as regiões e garantindo os investimentos necessários para que possamos superar esse momento difícil para o Estado e o País”, diz Romanelli

Através da Fomento Paraná, adianta o deputado, várias obras estão em andamento, que melhoram a infraestrutura urbana e mostram que o Estado está se antecipando, para retomar com celeridade a economia. “Há uma crescente recuperação das vagas de emprego, por meio do incentivo a pequenas e microempresas em todas as regiões do Paraná.”

Desenvolvimento – Segundo Romanelli, são ações que integram as políticas públicas voltadas ao desenvolvimento regional. “Pelo Sistema de Financiamento aos Municípios, por exemplo, as cidades receberam R$ 44,4 milhões em grandes obras, que vão desde a melhoria de aeroporto e terminal rodoviário a centenas de quilômetros de estradas pavimentadas”, confirma.

Romanelli afirma ainda que não há distinção entre os municípios e que todos, igualmente, recebem investimentos, independente da região ou da sigla partidária do prefeito. O conjunto de obras atende ainda a Agenda 2030, da ONU (Organização das Nações Unidas), que aponta para uma série de diretrizes para um novo ciclo virtuoso nos países. “O Paraná tem feito o dever de casa”, resume.

Em todo o Estado, são 500 projetos, entre obras civis e pavimentação de vias urbanas, atendendo 240 cidades com ações financiadas por meio do SFM (Sistema de Financiamento aos Municípios). São R$ 265,5 milhões em recursos novos para atender 109 financiamentos de obras para 90 municípios, além de outros R$ 150 milhões em recursos que deixaram de ser pagos em 2020 para permitir que os recursos fossem direcionados a ações de prevenção sanitária, contra a covid-19.

Romanelli informa ainda que o SFM é um sistema único no Brasil, que não apenas leva recursos para o desenvolvimento e infraestrutura urbana de qualidade, como também promove o desenvolvimento regional e local. “Tanto a região metropolitana de Curitiba quanto todas as 19 microrregiões do Estado têm recursos do SFM, que atendem aos planos diretores e ao desenvolvimento estratégico dos municípios, considerando a potencialidade local e outras vocações que integram as cadeias produtivas do Paraná”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *