Orla de Matinhos terá projeto executado por 7 empresas

Foram confirmadas as empresas vencedoras da licitação para executar o projeto de revitalização da orla de Matinhos. O Consórcio Sambaqui, formado pelas empresas Castilho, Tucumann, Jan de Nul, Codrasa, Dang, Serra da Prata e Soebe, foi oficializado como o vencedor do processo, e terá, a partir da assinatura da ordem de serviço, um prazo de 32 meses para concluir os trabalhos.

O consórcio ofereceu o menor preço para executar a obra: R$ 314,9 milhões, com um desconto de aproximadamente 17,5% em relação ao preço orçado pelo Instituto Água e Terra (IAT), que chegou a R$ 381,7 milhões.

O projeto de revitalização da Orla de Matinhos é alvo de denúncias do Ministério Público do Paraná (MPPR), que propôs ação civil pública e ação penal. O MPPR apontou irregularidades e falta de transparência nos processos de licenciamento ambiental e pediu a suspensão da licença, bem como do processo licitatório.

Detalhes do consórcio

Pela proposta enviada ao Instituto Água e Terra (IAT), às empresas Castilho, Tucumann, Codrasa, Dang, Serra da Prata e Soebe caberá os trabalhos de execução das estruturas marítimas semirrígidas e da construção dos canais de macrodrenagem e das redes de microdrenagem. Além disso, elas terão a responsabilidade de execução da revitalização urbanística da orla marítima e da pavimentação e recuperação das vias.

Imagem: reprodução