Prefeitos da Amop decidem unificar toque de recolher

Diante do aumento no número de casos de Covid-19, a Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) decidiu propor aos prefeitos a unificação dos horários de início e fim do toque de recolher para atividades de entretenimento dos municípios associados. A medida foi apresentada e aprovada nesta sexta-feira (28), durante reunião comandada pelo presidente da entidade e prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, e que teve a participação de representantes da maioria dos municípios.

Ficou definido que os municípios estabelecerão como limite o horário das 23h, podendo, a critério de cada um, diminuir para 22h, 21h ou mesmo 20h, conforme a realidade e as circunstâncias locais.  O objetivo da busca de uma postura conjunta é para que não ocorra o fato de pessoas residentes em cidades vizinhas aproveitarem leis mais flexíveis para viajar e buscar divertimento fora de seu município.

“Já havíamos definido anteriormente que cada município, conhecendo sua estrutura, número de casos e perfil de cada comércio, pudesse tomar suas decisões. O que estabelecemos foi o teto das 23h, tendo como justificativa que horários acima deste limite acabam prejudicando a todos”, disse Paranhos.

Segundo ele, a FNP (Frente Nacional de Prefeitos) está atuando junto ao Consórcio Conectar e enviando pleitos ao Ministério da Saúde para ter mais autonomia nos critérios de vacinação. “Estamos vivenciando novamente um momento muito difícil da pandemia, o que nos leva a responsabilidades individuais. Os decretos emitidos pelos governos federal, estadual e municipais são recomendações. O mais importante é o decreto da individualidade, do respeito e da responsabilidade, que têm peso muito grande’, destacou Paranhos.

HOMENAGENS E PRÊMIO

Durante a reunião desta sexta a Amop também decidiu conceder o título de Benfeitor do Oeste do Paraná ao governador Ratinho Junior e ao presidente Jair Bolsonaro. Foi a forma que os prefeitos encontraram para reconhecer o esforço de ambos para alterar a proposta original do novo pedágio, que era tremendamente prejudicial para a região.

A propósito, “A luta do Oeste por um pedágio mais justo” foi escolhida como tema do 15º Prêmio Amop de Jornalismo, evento que será retomado neste ano após ter sido suspenso por força da pandemia no ano passado. As inscrições já podem ser feitas no site www.amop.org.br, onde os interessados também podem obter o regulamento. 

(Foto: Divulgação Amop)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *