‘Ter consciência que tem que vacinar as crianças também’, diz pai de menino de 9 anos que morreu vítima da Covid-19

Nicolas Rodrigues dos Santos morreu aos 9 anos com Covid — Foto: Arquivo pessoal

Nicolas Rodrigues dos Santos, de nove anos, morreu vítima da Covid-19, em Maringá, no norte do Paraná, dias depois da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar a vacinação contra a doença para crianças de 5 a 11 anos. As informações são do G1.

A autorização da imunização ocorreu em 16 de dezembro, e a criança morreu na segunda-feira (26). Na terça-feira (27), o Ministério da Saúde afirmou ser favorável à aplicação das doses nesse público.

“Assim que liberar a vacina, ter a consciência que tem que vacinar as crianças também, porque essa doença não está escolhendo cor, raça e nem idade, está levando tudo. Ontem perdi meu filho de nove anos porque não sei onde pegou [a Covid]. Não ficar em festas, evitar sair com as crianças porque não acabou [a pandemia]”, disse o pai de Nicolas, Jefersom Cristiano dos Santos.

O Ministério da Saúde informou que a previsão é de que a imunização nos menores comece em janeiro no Brasil, após consulta pública.

Em Maringá, no norte do Paraná, a expectativa é vacinar entre 25 e 30 mil crianças com a dose da Pfizer.

Segundo o pai, o menino apresentou dor de garganta como primeiro sintoma da Covid, em 14 de dezembro. Ele morreu na segunda, no Hospital Universitário (HU) de Maringá.