TSE cassa mandato do deputado estadual Fernando Francischini

A cassação do mandato do deputado estadual Fernando Francischini (PSL), decidida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quinta-feira (28), vai provocar uma “dança das cadeiras” na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) com quatro trocas de deputados.

Francischini foi o deputado mais votado da história do Paraná em 2018, com 427.749 votos. A chapa do político, que preside a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alep, elegeu oito parlamentares.

Ele foi cassado por ter propagado informações falsas sobre a urna eletrônica e o sistema de votação durante as eleições de 2018. Essa foi a primeira vez que o tribunal tomou decisão relacionada a político que fez ataque às urnas eletrônicas.

Pela decisão, além de perder o mandato, o deputado fica inelegível por oito anos. O TSE determinou que os votos obtidos por ele na eleição sejam anulados, e uma nova totalização seja feita pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR).

G1 Paraná