UEL comemora 50 anos com programação de eventos e homenagens

No dia 7 de outubro de 1971, a então Fundação Universidade Estadual de Londrina, criada a partir da junção de cinco faculdades, conquistou o reconhecimento do então Ministério da Educação e Cultura e tornou-se Universidade Estadual de Londrina. Desde então, a instituição que já formou mais de 83 mil profissionais, é mundialmente conhecida pela excelência no ensino, pesquisa e extensão.

Prestes a completar 50 anos de reconhecimento, na próxima quinta-feira, 7 de outubro, a UEL divulga extensa programação de aniversário, que teve início em 2021 com a realização do Concurso de Contos e o Concurso para escolha do Selo Comemorativo alusivo aos 50 anos.

A programação de aniversário segue até o início de 2022 e traz eventos tradicionais, apresentações artísticas e homenagens para marcar o aniversário. As comemorações oficiais foram abertas nesta quinta-feira (30) com a solenidade “HU in Concert”, no Cine Teatro Ouro Verde, que contou a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior; do superintendente Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona; do reitor da UEL, Sérgio Carvalho; do vice-reitor, Décio Sabbatini Barbosa; da superintendente do Hospital Universitário da UEL, Vivian Feijó; e do prefeito de Londrina, Marcelo Belinati.

Atualmente, a Universidade Estadual de Londrina reúne mais de 17 mil estudantes, oferta 53 cursos de graduação, 184 cursos de pós-graduação, entre especialização, residências e programas de mestrado e doutorado. O quadro funcional tem mais de 4 mil professores e servidores, incluindo o Hospital Universitário (HU/UEL).

Possui, ainda, 1.893 projetos de ensino, pesquisa e extensão, envolvendo 11.830 participantes, portanto, docentes, alunos da graduação e pós-graduação e agentes universitários.

São ao todo 804 bolsistas, com bolsas da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e Proex (extensão universitária). Outro número que chama atenção vem da Iniciação Científica, Iniciação Científica Júnior, Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação que, juntas, somam 947 bolsistas.

ESFORÇO CRIATIVO –Para o reitor, Sérgio Carvalho, comemorar cinco décadas representa reconhecer o esforço criativo de mulheres e homens ainda na década de 1970. “É a história de dedicação de muitas pessoas à educação superior. Dedicação à Instituição que carrega como missão o compromisso com os paranaenses, brasileiros e com a própria humanidade, conectando-se às culturas e dilemas e buscando contribuir com o desenvolvimento e a transformação social, econômica, política e cultural”, salientou.

Na celebração de seus 50 anos a UEL também se consolida como lugar de formação profissional qualificada, polo de ensino e pesquisa e inovação, além da maior prestadora de serviço de Londrina e região. Sempre rankeada entre as melhores do País, a UEL cresceu junto com a cidade de Londrina e foi acumulando títulos, reconhecimentos e avaliações premiadas ao longo dos anos.

REPERCUSSÃO –Neste fim de semana (dias 2 e 3 de outubro) a Coordenadoria de Comunicação da Universidade e a Folha de Londrina publicam um jornal especial. O impresso vai resgatar parte desta história de cinco décadas e apontar por meio de entrevistas e pesquisas as perspectivas da universidade para os próximos anos.

Além do conteúdo editorial produzido pelo jornal, a UEL vai encartar o Jornal Notícia Especial – 50 anos UEL, com 16 páginas e tiragem de 12 mil exemplares, que será distribuído aos leitores em todo o Paraná.

Em outra iniciativa da imprensa, a RPCTV veicula no sábado (2), às 11h45, o Programa “Meu Paraná”, que será dedicado à universidade, com entrevistas e imagens históricas sobre o surgimento e o desenvolvimento da UEL em meio à ditadura militar. O programa também vai destacar serviços ofertados e pesquisas em andamento, desenvolvidas por professores e alunos.

BOSQUE PEROBAL –No dia 7 de outubro será realizado o tradicional Plantio da Peroba, a partir das 9 horas, no Bosque Perobal, no Campus Universitário. A peroba é a árvore símbolo da UEL, espécie que era abundante na área em que hoje está o Campus Universitário.

Foram convidados a fazer o plantio simbólico várias autoridades, entre elas ex-reitores e vice-reitores da UEL. Uma das presenças confirmadas é a do primeiro reitor da UEL, médico Ascêncio Garcia Lopes (1970/1974). Aos 92 anos, ele guarda memórias dos primeiros anos da universidade e da sua implantação na então Fazenda Perobal.

HOMENAGENS –No dia 18 de outubro haverá uma homenagem ao ex-reitor da UEL, Pedro Gordan (2001/2002), que receberá o título de Professor Emérito. A cerimônia será no Anfiteatro do Hospital Universitário (HU/UEL), a partir das 19 horas, com a participação de convidados e autoridades.

Além de reitor, Pedro Gordan foi professor do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da UEL e participou do grupo de médicos nefrologistas responsáveis pelo primeiro transplante renal no Paraná, em junho de 1973, nas dependências do HU, cirurgia com grande repercussão nacional.

Em 28 de outubro, a Administração da UEL realiza o Dia do Servidor que deverá envolver a comunidade interna. A programação prevê almoço especial preparado no Restaurante Universitário, exposição de contos alusivos aos 50 anos da Universidade, distribuição de brindes e programação cultural.

ÁREA ACADÊMICA –O aniversário também será lembrado durante a realização do III Pró-ensino, mostra anual de atividades de ensino da UEL, que será promovida conjuntamente com o IV Encontro anual de Extensão Universitária e X Simpósio de Extensão (Por Extenso). As atividades estão programadas de forma remota, nos dias 18 e 19 de novembro.

Ainda na área acadêmica, a UEL sedia a XIV Joparpet 2020 – Jornada Paranaense dos grupos pet, 13 a 15 de novembro, também em formato remoto e virtual. A programação de aniversário ainda inclui o XXX Encontro Anual de Iniciação Científica (Eaic 2021), no dia 24 de novembro, e o XI Encontro Anual de Iniciação Tecnológica e Inovação (EAITI), que será no dia 2 de dezembro.

A comemoração oficial dos 50 anos segue dias 25 e 26 de novembro com dois concertos da Orquestra Sinfônica (OSUEL), com apresentações no Cine Teatro Ouro Verde. Serão os primeiros concertos da OSUEL desde o início da pandemia, em março do ano passado.

DECRETO Nº 69.324 – Criada por Decreto em 28 de janeiro de 1970, a partir da junção de cinco Faculdades, a universidade foi oficializada enquanto Instituição de Ensino Superior em 7 de outubro de 1971, por meio Decreto nº 69.324, expedido pelo então Ministério da Educação e Cultura. Desde então, a data oficial de comemoração do aniversário passou a ser em outubro, quando a comunidade universitária relembra parte dessa trajetória.

Foto: José Fernando Ogura/AEN