BRDE integra programa nacional de combate à corrupção

Já com um histórico de aprimoramento das estruturas de governança, gestão de riscos e controle interno, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) formalizou sua adesão ao Programa Nacional de Prevenção à Corrupção (PNPC). Com o objetivo de reduzir os níveis de fraude e corrupção no Brasil a patamares similares aos de países desenvolvidos, o projeto pretende mobilizar dirigentes, instituições de controle e gestores públicos.

Para integrar o programa e receber a marca de participante, o BRDE foi submetido a uma avaliação sobre mecanismos que medem o nível de atuação da organização em termos de prevenção, investigação, detecção e correção da sua governança, buscando identificar eventuais pontos vulneráveis.

“Nosso objetivo é o aprimoramento contínuo dos processos internos no BRDE. Prezamos pela transparência e pela ética, e acreditamos que este programa é um passo para o futuro, para formar uma região cada vez mais desenvolvida e preparada”, afirma o vice-presidente e diretor de Operações do BRDE, Wilson Bley. O banco atua no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O PNPC busca avaliar todas as organizações públicas do Brasil, mobilizando as redes de controle e os gestores através dos estados. A partir de um mapeamento e diagnóstico das situações mais suscetíveis à corrupção, o programa pretende apontar caminhos para padrões de integridade de alto nível, com geração de relatório, avaliação e homologação da rede de controle.

Fonte: AEN