Mais de 750 crianças de até seis anos perderam um dos pais para a Covid no Paraná

Mais de 750 crianças de até seis anos perderam um dos pais para a Covid-19, entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano. Os dados foram levantados com base no cruzamento entre os CPFs dos pais nos registros de nascimentos e de óbitos feitos nos 525 cartórios de registro civil do estado desde 2015 – ano em que as unidades passaram a emitir o documento diretamente nas certidões de nascimento.

Os números obtidos pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil) mostram que 13 pais morreram antes do nascimento dos filhos, enquanto oito crianças, até seis anos, perderam pai e mãe vítimas da Covid.

“Esses dados são muito importantes para que se tenha a dimensão dos fatos registrados e para que, assim, medidas sejam tomadas, visando minimizar os efeitos da pandemia”, disse Elizabete Regina Vedovatto, presidente do Instituto do Registro Civil das Pessoas Naturais do Estado do Paraná (Irpen-PR).

No Paraná, desde o início da pandemia, foram registrados 1.526.326 casos confirmados e 39.438 mortes pelo novo coronavírus, segundo boletim desta quinta-feira (14) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Todas as 399 cidades do estado possuem pelo menos um caso confirmado de coronavírus, sendo que em 398 há registro de morte.

A taxa de letalidade da Covid no Paraná está em 2%, e a taxa de recuperação da doença é de 94%, conforme a secretaria.

G1 Paraná