“A Justiça Eleitoral não medirá esforços para realizar eleições limpas”, diz Fachin

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, divulgou o balanço parcial do número de jovens entre 16 e 18 que tiraram o título de eleitor. No início da sessão desta quinta-feira (27), Fachin destacou que foram mais dois milhões de novos eleitores, um recorde em mais de 90 anos da Justiça Eleitoral.

“Entre janeiro e abril deste ano o país ganhou 2.042.817 novos eleitores entre 16 e 18 anos, que no dia 2 de outubro comparecerão às urnas para exercer o nobre e digno direito do voto”, afirmou o ministro.

O número representa um aumento de 47,2% em comparação com o registrado em 2018; e de 57,4% em comparação com o mesmo período em 2014. O prazo para dar entrada no título de eleitor se encerrou nessa quarta-feira (4) e o balanço final deverá ser divulgado em julho.

O ministro destacou que a Corte não poupará esforços durante a realização do pleito. “A Justiça Eleitoral, senhoras e senhores, não medirá esforços para realizar eleições limpas, transparentes, com paz e segurança e diplomar os eleitos”, afirmou Fachin.