Aliados de Lula invadem Igreja do Rosário e acabam com missa

O vereador Renato Freitas, do Partido dos Trabalhadores, foi acusado de ser um dos comandantes da invasão da Igreja do Rosário, neste domingo, pelo vereador Eder Borges (PSD), que promete representar contra o petista na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Curitiba, nesta segunda-feira.

Um vídeo está rolando onde militantes de esquerda, a maioria simpatizantes da candidatura de Roberto Requião (sem partido, mas namorando com o PT) ao governo do Paraná e de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), à presidência da República, entraram na Igreja do Rosário e aterrorizam os fieis católicos que oravam no momento e esperavam pela missa.

A justificativa para a bagunça foi a morte de um congolês, na cidade do Rio de Janeiro por três rapazes, um deles lutador de arte marcial, assim como Renato Freitas.

O petista desde que assumiu o mandato de vereador no ano passado vem se envolvendo em tretas com pastores evangélicos, membros da sociedade civil, representantes das forças policiais e agora com a Igreja Católica.