Deputada Leandre Dal Ponte anuncia saída do PV

A decisão foi anunciada pela deputada na segunda-feira (20) – Foto: Divulgação

Na segunda-feira (20), a deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR) anunciou sua saída do Partido Verde. O anúncio foi compartilhado nas redes sociais através da Carta Circular nº 002/2021/ESC – Brasília, 20 de dezembro de 2021. A carta aberta foi endereçada aos companheiros de partido, chamados por ela de “amigos verdes”, e também à população, explicando sobre a “decisão difícil: a de deixar o Partido Verde”.

“Difícil pois a minha trajetória política, desde muito antes da primeira candidatura no ano de 2010, possui vínculo umbilical com o PV. Partido que acreditou em minha proposta de trabalho, solidificada ao longo dos anos, a qual tem se mostrado referência na promoção dos direitos da criança, das pessoas idosas, na defesa da saúde, da assistência social, do meio ambiente, bem como no incentivo à participação feminina na
política. A relação criada com o PV nos mais de 12 anos de filiação reflete uma bela e exitosa história política, com vitórias importantes, de crescimento pessoal, de aprendizado e de sinceras amizades. Sempre procurei contribuir para a construção partidária, não somente como parlamentar eleita, mas também como dirigente partidária nos âmbitos nacional e estadual, colaborando em nosso estado para a eleição de dezenas de prefeitos e centenas de vereadores, e sempre buscando a manutenção de representantes Verdes na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná – fato que é uma constante desde as eleições estaduais de 2008”, enfatizou a deputada.

Decisão

Leandre explicou que essa decisão é fruto de reflexões coletivas e individuais que levaram em consideração a necessidade de construção de diálogos transversais com diferentes instâncias de governo para o aprofundamento do mandato em defesa da Saúde, dos direitos das Mulheres, das Pessoas Idosas e da Primeira Infância – pautas que sempre marcaram a sua vida pessoal e que hoje fazem do seu mandato uma verdadeira missão em defesa da vida.

“Espero que tal decisão não represente a negativa do apreço que foi construído ao longo dos anos. Em que pese não mais estar estritamente alinhada à programática do Partido Verde, a mesma já se encontra arrizada na minha trajetória política. Desde já agradeço o apoio irrestrito que sempre recebi dos dirigentes, filiados, funcionários do partido, parlamentares colegas de bancada e toda a assessoria da Liderança do Partido Verde na Câmara dos Deputados, a qual eu tive a honra de estar à frente como Líder, experiência ímpar que muito me honrou e agregou à minha trajetória política. Independentemente de onde estarei, permaneceremos sempre juntos, por que o que nos une é muito mais forte do que os laços partidários. Nenhum partido é maior do que uma amizade honesta. Temos uma história de vida juntos, uma trajetória de lutas juntos, e um futuro para construirmos juntos! Contem sempre comigo. Um forte abraço de sua amiga”, finalizou a deputada.