Frente Nacional de prefeitos pede harmonia entre Poderes

A FNP (Frente Nacional dos Prefeitos) divulgou hoje uma carta aberta em defesa do estado democrático de direito, pedindo a “convivência harmônica” entre Legislativo, Executivo e Judiciário em meio à crise entre os Poderes protagonizada pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Clamamos por respeito à democracia, às instituições e à população brasileira”, diz o documento, intitulado “Carta Aberta ao Brasil”. “Com tamanha gama de desafios a serem enfrentados pelo nosso País, não há tempo e nem espaço para desvios e desagregações”, acrescenta o texto.

De acordo com a carta da FNP, provocações e atitudes desrespeitosas geram conflitos e inseguranças jurídica e social no Brasil, comprometendo o desenvolvimento de políticas públicas. “O País e o povo brasileiro merecem respeito, paz e prosperidade”, afirma o texto, destacando os desafios trazidos pela pandemia de covid-19.

“Estamos próximos ao trágico registro de 600 mil mortes por covid-19 no país. A vacinação avança, mas a missão dos governantes públicos está longe de terminar, seja nos aspectos epidemiológicos ou na recuperação socioeconômica de uma sociedade amplamente abalada pela pandemia”, diz outro trecho.

A carta da FNP vem ao mesmo tempo em que existe uma articulação, já avançada, entre empresários de diferentes setores por um manifesto também em defesa da convivência harmoniosa entre os Poderes. Banco do Brasil e Caixa, dois bancos públicos ligados ao governo federal, contudo, devem deixar a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) pela adesão da entidade ao movimento.

UOL