Pacheco anuncia semana de sabatinas no Senado

O presidente do Senado Rodrigo Pacheco (PSD-MG) anunciou nesta quarta que a Casa vai encabeçar um “esforço concentrado” para analisar e votar indicações de autoridades para cargos públicos.

A força-tarefa está prevista para acontecer entre 30 de novembro e 2 dezembro e poderá favorecer André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro a uma vaga no STF.

O nome do ex-advogado-geral da União está travado há mais de três meses, à espera da sabatina pela Comissão de Constituição e Justiça — comandada por Davi Alcolumbre (DEM-AP).

A comissão, por sinal, completou nesta quarta-feira cinco semanas sem ter uma reunião sequer, hiato que é considerado por senadores uma forma de Alcolumbre se esquivar das cobranças para pautar a análise da indicação de Mendonça.

Segundo Pacheco, embora o Senado tenha “funcionado bem” com presença e votações remotas, a apreciação de nomes a serem sabatinados e escolhidos pelo plenário da Casa exige a presença física dos senadores.

“Essa é uma das justificativas naturais de por que não se pôde, no decorrer do ano, incluir nomes para a apreciação do Senado Federal, nomes indicados para todas essas instâncias. Portanto, há necessidade da designação de uma data de esforço concentrado”, declarou.

Foto: Pedro França/Informações Revista Veja