PSD busca hegemonia com filiação do prefeito de Curitiba

A filiação do prefeito de Curitiba, Rafael Greca, ao PSD em evento suprapartidário neste sábado, 25, mostra que o partido busca a hegemonia a curto prazo na política brasileira. “É um evento que consolida um grande projeto para o Paraná. O PSD está construindo uma história e a gestão do governador Ratinho Junior é o início de uma jornada que poderá levá-lo à presidência da República”, disse o presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab.

Kassab disse ainda, em seu discurso, que o vice-prefeito Eduardo Pimentel, Greca e Ratinho Junior vão contar com apoio da direção nacional do partido para “governar Curitiba, o Paraná e o Brasil”. 

Além de Kassab, a filiação de Greca foi acompanhada pelo senador Nelsinho Trad (MS), líder do PSD no Senado; dos prefeitos Topázio Silveira Neto (Florianópolis), Guti Costa (Guarulhos) e Fuad Nonam (Belo Horizonte); do deputado Ricardo Barros (PP), líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados; e dos deputados Luciano Ducci (PSB), Paulo Martins (PL).

Reeleição – “Somos a Curitiba que tem várias referências e projetos que servem de modelo para todas as cidades brasileiras. Somos a cidade da inovação e somos o futuro que começa agora. Somaremos com este governo que incentiva a indústria, move a economia, que estimula novos postos de trabalho e com esse Paraná que alcançou em 2021 o maior saldo de geração de empregos formais dos últimos 18 anos”, disse Greca.

No Paraná, o projeto do PSD passa pela reeleição de Ratinho Junior em outubro e já sinaliza a continuidade do comando da capital paranaense do vice-prefeito Eduardo Pimentel em 2024 e da eleição do próprio Greca no Governo do Estado em 2026.

“Somamos hoje com os ideais de Gilberto Kassab, da social democracia, democracia do pão na mesa, democracia dos direitos sociais, democracia com as mulheres respeitadas, democracia com inovação como condição do progresso social. A inovação só presta se servir a sociedade inteira. Lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes. Procuremos semear o otimismo, plantar sementes de justiça com a luz da social democracia. Esse é o novo caminho que abriremos para a frente”, completou.

Protagonismo – O governador Ratinho Junior destacou que junto com os prefeitos e deputados está governando o Paraná diante da maior crise pandêmica da história do mundo, durante a maior crise hídrica que o Paraná enfrentou em 91 anos e da guerra que afeta a economia de todos os países.  “Nós , no Paraná, fizemos o caminho inverso: geramos empregos, um recorde histórico, e temos os melhores programas sociais”.

“E o PSD neste momento de um mundo polarizado, em especial no Brasil, tem o papel fundamental de ser o partido que vai colocar o equilíbrio político que qualquer democracia precisa. O PSD tem essa capacidade de entender e compreender o momento político que vive o mundo e, sem dúvida alguma, vai ser protagonista do futuro político do Brasil”, completou.