Vacina 100% brasileira deve ser desenvolvida em Curitiba, UFPR pede recursos a Câmara Municipal

Pesquisa da vacina da covid-19 da UFPR. Foto: Marcos Solivam / UFPR

Durante a sessão virtual da Câmara Municipal de Curitiba desta segunda-feira (10) O reitor Ricardo Marcelo da Fonseca, da Universidade Federal do Paraná (UFPR) falou sobre os resultados da fase pré-clínica de uma vacina contra o Covid-19 considerada 100% brasileira e uma das mais baratas do mercado.

De acordo com Fonseca quando os estudos chegarem na fase pré-clínica a universidade precisa de apoio financeiro. A fase 1,2 e 3 deve estar pronta para iniciar em um prazo de cinco a seis meses.

“Contamos, até esta fase pré-clínica, com R$ 230 mil do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e mais R$ 1 milhão pelo aporte da Fundação Araucária. Na fase clínica, vamos precisar de recursos porque esta é a fase em que a pesquisa encarece muito. É assim em todos os lugares. Vamos precisar de todo o apoio”, explicou o reitor.

As informações são do XV Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *