Zeca Dirceu defende Hospital Universitário para Foz do Iguaçu

Pagamento dos royalties e obras da Itaipu Binacional nas cidades lindeiras vão continuar em 2023, diz deputado petista

O deputado Zeca Dirceu (PT) defendeu nesta sexta-feira, 8, em Foz do Iguaçu, a conversão do Hospital Municipal Germano Lauck em um hospital universitário através de uma parceria com a Unila (Universidade Federal Latino Americana). Dirceu conversou na quinta-feira, 7, com o prefeito Chico Brasileiro (PSD) e tratou ainda da proposta da continuidade dos royalties da Itaipu Binacional que pode ser revisto em 2023 com fim do Anexo C assinado entre o Brasil e o Paraguai para a construção da usina hidrelétrica no rio Paraná.

“Essa é uma prioridade. Há muito tempo, Foz do Iguaçu merece ter um hospital custeado pelo Estado ou pela União, ou seja, um hospital universitário que pode ser administrado por uma empresa pública federal que administra vários hospitais no Brasil”, disse o deputado a se referir a Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) ligada ao Ministério da Educação.

Segundo Zeca Dirceu, a prefeitura não tem sentido a prefeitura custear sozinha as despesas de manutenção do hospital municipal. “Eu dou exemplo de Umuarama, uma cidade de 100 mil habitantes, e lá o governo estadual custeia o hospital regional”, disse o deputado na entrevista à Rádio Cultura.

Os custos do hospital, no pico da pandemia em setembro de 2021, chegaram a R$ 21 milhões mensais, dos quais 80% desse montante eram de recursos municipais. A unidade hospitalar tem o impacto dos brasileiros e paraguaios que moram na região de Ciudad del Este e usam o sistema público de saúde municipal. 

Obras e royalties
Zeca Dirceu disse ainda que num eventual governo petista, o ex-presidente Lula vai manter os investimentos da Itaipu Binacional em Foz e nas cidades lindeiras ao lago da usina. “A Itaipu tinha uma dívida muito grande no passado, que impedia ter fluxo de caixa para fazer grandes obras. Hoje, está zerando a dívida – ano que vem a dívida vai estar totalmente paga – e a Itaipu vai continuar fazendo grandes obras aqui em Foz do Iguaçu e os municípios lindeiros”.

“Eu tenho visitado os prefeitos e eles entregarão uma carta ao presidente Lula em defesa da continuidade do pagamentos dos royalties. Não podemos deixar os municípios sem os royalties e pelo contrato, a partir do ano que vem, os benefícios podem ser interrompidos”, disse Zeca Dirceu.

O deputado ainda lembrou que a implantação da Unila e a assinatura do acordo para a construção da segunda ponte foram feitos durante o governo do ex-presidente Lula (PT). “A Unila é única no país criada e implantada pelo presidente Lula em 2010. Há uma série de obras previstas e que devem ser executadas nos próximos anos em Foz do Iguaçu, além das ações e medidas que estão previstas nos acordos de integração com o Paraguai”, completou.