CNM disponibiliza plano de comunicação para auxiliar gestores no início da vacinação do grupo com comorbidades

foto: Júlio Cavalheiro/ Secom

Gestores podem adotar estratégias para a vacinação contra a Covid-19 na imunização do grupo com comorbidades. As orientações podem ser acessadas no Plano de Comunicação elaborado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). A vacinação desses cidadãos na relação de prioridades está prevista na Nota Técnica 467/2021 CGPNI/DEIDT/SVS/MS, que engloba pessoas com deficiência permanente, gestantes e puérperas.

De acordo com o plano disponibilizado pela CNM, os Municípios devem manter diálogo claro e padronizado com a população, de forma a transmitir as fases operacionais da campanha de vacinação conforme as diretrizes nacionais de vacinação e as informações disponibilizadas pelas autoridades de saúde e instituições de ciência e pesquisa. A gestão municipal deve manter a população informada sobre a construção de ações comunicativas compreensíveis, iniciando com mensagens de antecipação e preparação. Em seguida, está a fase de informação à população com clareza como, por exemplo, quando, onde e para quem será essa etapa de vacinação, documentos necessários, bem como a quantidade de doses recebidas no Município.

Além disso, a prefeitura deve divulgar a campanha na imprensa local, por meio do envio de release com as informações mais importantes que a população precisa saber para garantir ampla participação na campanha de vacinação. Nesse contexto, precisa ser designado um porta-voz, com amplo conhecimento no assunto. Ele será o responsável por responder os questionamentos que surgirem durante o processo.

A CNM também promoveu uma edição da Roda de Conhecimento com a Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunização (CGPN) sobre a vacinação contra a Covid-19 e a Influenza. Confira aqui. 


Da Agência CNM de Notícias