Candidatura de Moro põe medo em investigados pela Lava Jato, afirma Dallagnol

Segundo a Veja, o ex-coordenador da Operação Lava-Jato, procurador Deltan Dallagnol, tem se sentido bem a vontade para analisar o cenário político e até apontar o motivo de autoridades e instituições centrarem artilharia na maior operação de combate à corrupção da história do país. Foi o que fez, por exemplo, ao participar esta semana de um debate virtual sobre o futuro da Lava-Jato. Para o procurador, os ataques que apoiadores da direita refletem o temor de que o ex-juiz Sergio Moro se candidate nas eleições de 2022.

“Nesse grande barco de reações, você tem réus poderosos, investigados poderosos, advogados hipergarantistas e partidários de extrema-direita que veem ameaças no futuro caso a Lava-Jato avance e alcance mais sucesso porque veem com receio uma possível candidatura do ex-juiz federal Sergio Moro”, disse Deltan. “É algo que levou a extrema-direita a ver com reservas e em alguma medida a atacar a Operação Lava-Jato e seus resultados. Alguns tipos de ataques que não víamos antes [estão] vindo dessa ala”, completou. A análise de Dallagnol foi ouvida em silêncio por Sergio Moro, que participava do mesmo debate virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *