Fiocruz alerta para agravamento simultâneo da pandemia no Brasil

O cenário alarmante, segundo a análise, representa apenas a ponta do iceberg de um patamar de intensa transmissão no país”/Foto: Amanda Perobelli/Reuters

A Fiocruz publicou uma nota técnica, alertando que, pela primeira vez desde o início da pandemia, verifica-se em todo o país o agravamento simultâneo de diversos indicadores como o aumento do número de casos e de óbitos, a alta positividade de testes e a sobrecarga dos hospitais.

“O cenário alarmante, segundo a análise, representa apenas a ponta do iceberg de um patamar de intensa transmissão no país. Diante disso, os pesquisadores acreditam ser necessária a adoção de medidas não-farmacológicas mais rigorosas”, afirma o texto.

No momento, segundo o boletim da Fiocruz, 19 unidades da Federação apresentam taxas de ocupação de leitos de UTI acima de 80%. No levantamento anterior, eram 12.

Entre as medidas propostas pelos pesquisadores estão a restrição da circulação e das atividades não essenciais, de acordo com a situação epidemiológica e capacidade de atendimento de cada região, “avaliadas semanalmente a partir de critérios técnicos como taxas de ocupação de leitos e tendência de elevação no número de casos e óbitos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *