Papel da Engenharia é fundamental no desenvolvimento sustentável das cidades

No dia 4 de março comemora-se o Dia Mundial da Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável. Foto: Divulgação ENVO

Entre os temas importantes de desenvolvimento sustentável dos municípios está a energia limpa – eletricidade gerada a partir de fontes renováveis sem a emissão de poluentes ou impactos ao meio ambiente. No Brasil, os principais tipos de geração de energia são a solar e a eólica. Na região Noroeste, devido a alta incidência solar, o número de instalações de sistemas fotovoltaicos é crescente. A região de Paranavaí (329) lidera o número de serviços realizados na área em 2020, segundo levantamento do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR). As microrregiões de Maringá (322) e Cianorte (184) ocupam o segundo e terceiro lugares do ranking, respectivamente. A região de Campo Mourão (92) está na quarta colocação e a de Umuarama (77), na quinta. No ano, foram emitidas nas cinco microrregiões do Noroeste 1.004 Anotações de Responsabilidade Técnica (ART) de serviços fotovoltaicos.

Sobre a instalação de placas solares, o Crea-PR reforça a necessidade de fazer a instalação segura e a importância do laudo de suportabilidade da estrutura emitido por Engenheiros Mecânicos e Civis. O Engenheiro Civil Hélio Xavier da Silva Filho, gerente regional, diz que o acompanhamento de um profissional técnico habilitado garante o sucesso do projeto e minimiza problemas futuros aos clientes, uma vez que os sistemas fotovoltaicos podem causar sobrecarga nos telhados. “A análise estrutural é necessária em qualquer instalação fotovoltaica, seja em telhados residenciais, comerciais ou coberturas. É uma segurança para a população”, destaca.

O tratamento de efluentes e o correto descarte de resíduos industriais são outros assuntos atuais sustentáveis em destaque. As indústrias, inclusive, devem seguir legislações ambientais vigentes e instalar, se possível, uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE). Em 2020 na região Noroeste foram emitidas 7.004 ARTs de serviços nestas áreas. As obras e serviços realizados foram de instalação de sistema de esgoto sanitário, ligações individuais da rede de esgoto e ligações de sistema de esgoto de resíduos sólidos e líquidos. As emissões foram nas regiões de Maringá (3.137), Umuarama (1.397), Campo Mourão (887), Paranavaí (836) e Cianorte (767).

Data comemorativa
Em todo o mundo, o Dia Mundial da Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável (4 de março), começou a ser comemorado em 2020, após publicação de uma resolução da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A data constituiu-se como hino global aos Engenheiros e a Engenharia e marca a criação da World Federation of Engineering Organizations/Federação Mundial das Organizações de Engenharia (WFEO) – entidade criada em Paris há 51 anos que representa mais de 30 milhões de Engenheiros de 100 países. A ideia também é destacar mundialmente os trabalhos dos profissionais, além de criar a percepção pública de que a Engenharia e a tecnologia são essenciais no desenvolvimento sustentável das cidades e na melhor qualidade de vida das pessoas.

Na prática, o Dia Mundial da Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável alinha a Engenharia aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), que garantem acesso a serviços básicos como água potável, saneamento, energia e outras necessidades humanas.

Sobre o Crea-PR
O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) é responsável pela regulamentação e fiscalização da atuação de profissionais e empresas das áreas da Engenharias, Agronomias e Geociências. Além de regulamentar e fiscalizar, o Crea-PR também promove ações de orientação e valorização profissional por meio de termos de fomentos disponibilizados via Editais de Chamamento.

Fonte: Gazeta Regional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *